[MANUAL] 36 BOAS práticas de e-mail marketing + 5 ERROS para evitar

Para aproveitar o melhor que uma estratégia de e-mail marketing pode proporcionar a uma empresa, como um ROI médio de 3800%, é importante seguir algumas boas práticas de email marketing, entre elas: 

  • Defina sua persona
  • Defina o objetivo do e-mail
  • Escolha o tipo de e-mail 
  • Planeje para onde o e-mail vai direcionar o lead
  • Gere conteúdo relevante
  • Faça testes A/B
  • Não crie emails só com imagem, entre outras.

Pode parecer aterrorizante para quem está começando, mas sendo sincero, com a escolha de um software para e-mail marketing certo, todos esses processos se tornam muito mais simples. 

Entretanto, antes de pensarmos sobre ferramentas de disparo de e-mail marketing é importante apresentar algumas dicas para email marketing.

Não importa se você é iniciante ou já tem alguma experiência. A lista de boas prática de e-mail marketing a seguir deve servir como um guia para cada campanha que você iniciar. 

Assim como criamos uma lista com dicas sobre o que fazer, também organizamos uma lista com O QUE NÃO fazer! rs

Alguns erros são muito comuns em campanhas de e-mail marketing, entretanto, é preciso evitá-los para ter certeza de bom retorno sobre investimento

Então, vamos começar! Conheça, a seguir, as melhores práticas de e-mail marketing!

36 boas práticas email marketing para sua empresa ter resultado

O email marketing é um meio de comunicação direto e eficaz, ideal para atingir seu público alvo.

Mas engana-se quem acredita que basta adquirir uma lista e começar a disparar os emails.

Seguir algumas boas práticas email marketing é fundamental para alcançar os resultados que sua empresa espera. 

Acompanhe!

1. Defina sua persona

Sabe o que há algum tempo era conhecido como público-alvo? Esse conceito evoluiu e hoje as empresas lidam com a persona, um personagem fictício que representa o perfil do cliente ideal. 

Esse primeiro passo irá servir não apenas para sua estratégia de email marketing mas para todas as ações de marketing digital que sua empresa cria. 

A seguir um vídeo que explica como criar as personas do seu negócio. 

2. Defina o objetivo do e-mail

Cada e-mail deve ter um objetivo. Uma razão para ser enviado. 

Você deseja que o lead conheça um ebook sobre boas prática de gestão financeira?

Quer que ele aproveite uma oferta? 

Faça um teste gratuito de seu produto? 

Participe de um webinar? 

Porque você está enviando o e-mail e o que você deseja que o lead faça com ele?

3. Escolha o tipo de e-mail 

Existem diversos tipos de e-mail marketing e geralmente sua escolha está relacionada ao objetivo do e-mail, sobre o qual falamos no tópico acima. Entre as opções de modelos de e-mail estão: 

  • divulgação de conteúdo rico;
  • convite para webinars;
  • divulgação de lançamentos;
  • divulgação de promoções;
  • presente especial;
  • e-mail transacional e mais. 

4. Planeje para onde o e-mail vai direcionar o lead

Ao enviar um e-mail, geralmente, você não quer que o lead apenas leia, mas que ele haja. 

Geralmente essa ação está relacionada a um botão ao qual chamamos de CTA (falaremos mais sobre ele adiante). Para onde esse “botão” irá levar seu lead? 

Uma landing page? Um vídeo? Um cupom? Game? Quizz? 

5. Crie páginas para captar leads

Dando alguns passos para trás é importante que você crie uma estratégia de atração de leads, afinal, para ter uma campanha de e-mail marketing você primeiro precisa de um banco de dados. 

Sugerimos que essa captura de leads seja constante para manter sua base de dados sempre com novas oportunidades de vendas. 

Leia mais em: O que são leads? 5 dúvidas mais comuns sobre captação de leads

Como ferramentas mais utilizadas para a captura de leads estão:

6. Gere conteúdo relevante

Para atrair leads e também para realizar a nutrição desses leads é fundamental a produção de conteúdos relevante que respondam às necessidades, dúvidas e desejos de suas personas. 

Entre as formas mais comuns de conteúdo estão:

  • post blog;
  • ebook;
  • webinar;
  • infográfico etc 

7. Invista em ações de atração

Ainda falando sobre como atrair leads para sua base de contatos, outras ações são muito úteis como:

8. Consiga o OPT-IN de seus leads

Entre as boas práticas de email marketing essa é a mais importante! Isso porque sem ela nada do que estamos abordando aqui poderá ser feito. 

O OPT-IN é a autorização do usuários de que sua empresa pode enviar e-mails de contato para eles. 

Geralmente pequenos boxes pré-marcados no final de formulários de cadastros são opt-ins solicitando a autorização de envio de comunicação. 

Os OPT-INs são obrigatórios e sem eles sua empresa estará, apenas, enviando potenciais SPAMs.

9. Crie sua própria lista de emails

Comprar listas de e-mail é proibido (bem como vender) e é uma estratégia que pode manchar a imagem da sua empresa. Não forçe o relacionamento com ninguém, construa uma base de leads engajada e autêntica. 

10. Defina o conteúdo do e-mail

Agora que você já tem uma lista de leads é hora de planejar o conteúdo do seu e-mail. 

Ofereça algo de valor para o lead. Lembre-se de considerar a persona com a qual você está se relacionando e envie algo personalizado para ajudá-la. 

Como vimos acima, o e-mail marketing não precisa ser apenas promocional e é melhor mesmo que não seja. 

Quando você só envia promoções e ofertas de venda seu lead perde o interesse e suas taxas de descadastramento tendem a aumentar. 

11. Faça testes A/B

Testes A/B ajudam você a comparar duas versões do mesmo e-mail, identificar qual é a opção que oferece melhores taxas de cliques, aberturas ou conversões, e disparar para sua base. 

É indicado que você teste apenas um elementos do e-mail por vez para assim garantir que ele foi o responsável pela melhoria do resultados.

Entre os elementos que podem ser testados estão:  

  • assunto do e-mail;
  • horário de envio;
  • dia da semana;
  • CTA. 

Indicamos que acesse o artigo; Como fazer teste AB: 4 passos práticos [+ o que não fazer]” para entender como o método funciona e colocar em prática. 

 12. Concentre-se na criação do assunto do e-mail

Quando o assunto são dicas email para marketing é impossível não considerar a importância do assunto para a estratégia. 

Sem um bom assunto seu e-mail chegará na caixa de entrada lotada do lead e será, provavelmente, ignorado ou irá parar na lixeira, antes mesmo de ser aberto. 

Um assunto de e-mail marketing deve ter no máximo de 65 caracteres. 

13. Evite palavras como “promoção”

“Promoção”, “Desconto”, “Aproveite já”, são termos que constantemente indicam e-mails spam e muitos provedores já encaminham esse tipo de mensagem direto para essa área do e-mail. Evite-as!

14. Crie CTAs instigantes

Já falamos que um dos objetivos do e-mail marketing é fazer o lead clicar no CTA. 

Para criar bons CTAs algumas dicas são importantes, entre elas:

  • use gatilhos como senso de urgência e escassez;
  • crie um botão chamativo;
  • mude a cor em relação ao restante do e-mail. 

15. Não crie emails só com imagem

Atenção! Muitas pessoas ignoram essa que é uma das boas práticas para email corporativo: não criar e-mails anexando uma imagem inteira com texto e elementos visuais em JPG ou PNG. 

Muitos provedores de e-mail não abrem as imagens do corpo do e-mail. 

Por isso, quando você cria um material todo em imagem a tendência é que grande parte das pessoas não consiga ler, simplesmente porque a imagem não carregou. 

A dica é usar imagens e texto, assim caso a imagem não carregue o texto ainda pode ser lido. 

16. Personalize o e-mail com nome do lead

Essa é uma dica simples, mas muito eficiente e que demonstra ampliar a taxa de abertura dos e-mails. Geralmente é uma automação simples que você consegue ter em ferramentas de e-mail marketing. 

17. Considere a criação de e-mails apenas em texto

Nossos amigos, clientes e familiares dificilmente nos enviam um email com uma arte elaborada, correto? 

Seguindo a tendência de humanizar os e-mails muitas empresas têm aportado – com sucesso – em e-mails que não possuem imagens ou elementos visuais elaborados. 

Leia mais em: 8 exemplos de e-mails marketing para inspirar sua estratégia

18. Faça um conteúdo objetivo e claro

Você já pensou no valor do conteúdo do e-mail, agora é hora de deixá-lo atrativo. 

Não use textos longos e nem enrole para chegar no assunto principal do material. Seja claro, conciso e objetivo. 

Inclua apenas uma chamada para ação, mesmo que ela seja distribuída em mais de um lugar. Isso não deixa o lead em dúvida sobre o que fazer. 

Boas praticas email marketing

19. Use bullet points

Outra boa prática email marketing relacionada ao conteúdo é o uso de bullet points, esse formato de conteúdo em tópico que já usei algumas vezes por aqui. 

Ele facilita a legibilidade de conteúdo e torna mais provável que o lead leia o material até o final. 

20. Conheça a jornada de compra do seu consumidor

Você entende sua persona e sabe do que ela precisa, quais seus desejos e necessidades, mas será que ela mesma já identificou que tem um problema? Será que ela está considerando algumas opções? 

Nem todo potencial cliente está pronto para comprar, por isso é seu papel guiá-lo até esse momento. 

Em conjunto com a persona compreender as etapas da jornada do cliente ou do funil de vendas vai te ajudar a entender onde está seu potencial cliente, no caminho até a conversão

Indicamos que acesse nosso artigo; O que é Funil de Vendas? Quais são suas etapas?”. Nele você vai compreender a fundo quais são as etapas que o usuário percorre até se tornar cliente e como você e sua equipe de marketing podem agir em cada fase. 

Fonte imagem: DBriefing

21. Segmente sua base de leads

Com base na persona e na etapa da jornada do cliente você deve criar  e-mail marketing segmentado para cada “grupo” de leads, afinal, cada um observa o valor da sua empresa de acordo com o estágio em que se encontra no funil de compras. 

Ferramentas de automação de marketing como a LAHAR vão te ajudar na criação de segmentação. 

22. Escolha o templates

Os templates são responsáveis pela organização do conteúdo no e-mail. 

Geralmente você pode usar os templates da plataforma de envio de email marketing, mas também é possível 

  • buscas por modelos prontos da internet;
  • criar seu próprio modelo. Nesses casos é preciso dominar os códigos HTML e CSS.

23. E-mail marketing deve ser responsivo para dispositivos mobile

88% dos usuários de smartphones checam sua caixas de entrada pelo dispositivo. Isso quer dizer que e-mails não responsivos serão abertos e ignorados porque não oferecem uma boa experiência de navegação para o contato. 

Por isso lembre-se de criar e-mais responsivos. Mais uma vez a ferramenta de e-mail vai te ajudar com essa missão!

24. Use imagens otimizadas e leves

Outra boa práticas para email marketing é otimizar as imagens para que elas sejam mais leves e abram mais rapidamente. 

Para isso use plataformas como o Tinypng que reduzem o “peso” da imagem e mantêm a qualidade.

25. Use a identidade visual da sua empresa

A identidade visual da sua empresa auxilia o lead a identificar a sua marca e é uma boa aliada nesse relacionamento. 

26. Valide a pontuação do seu e-mail para filtros de SPAM

Ao longo deste artigo com as melhores práticas de email marketing citamos o temido SPAM. 

Existem ferramentas  como Mail Tester que podem te ajudar a identificar o potencial do seu e-mail ir parar nesse “limbo”. Com isso você pode melhorar seu material antes de enviá-lo. 

27. Envie um e-mail teste para alguém 

Por falar em testes, antes de enviar um e-mail para sua base de contatos, além de considerar fazer um teste A/B, considere também testar o material final. 

Envie um e-mail teste para duas ou três pessoas do trabalho e peça que confiram como o material abriu, se os links funcionam e a qualidade das imagens. 

Algumas ferramentas ajudam a realizar testes para abertura em diversos dispositivos como o PC e o smartphone. Vale a pena essa trabalhinho extra! 

28. Inclua sempre a opção de descadastramento

Muito além de uma boa prática de e-mail marketing, inserir a opção de descadastramento é obrigatório para empresas que usam a estratégia.

Lembre-se: forçar o relacionamento com o lead não é uma estratégia inteligente! 

29. Analise a taxa de abertura do e-mail

Depois que um e-mail marketing é enviado o trabalho não acaba! É hora de coletar os dados da campanha e entender o que foi positivo e quais os pontos precisam de melhoria. 

Um dos indicadores a ser coletado é a taxa de abertura. Ela ajuda a medir a qualidade e impacto do assunto do seu e-mail em seus leads.  

Além disso, pode trazer insights sobre a hora e dia de envio do e-mail.

30. Analise a taxa de cliques

Depois de aberto, outras métricas devem ser analisadas, entre elas, a taxa de cliques.

Quantos leads além de abrir e ler seu e-mail, clicaram no link indicado?

Essa taxa mostra a efetividade da proposta de valor e do CTA. De maneira geral, esse é o ponto alto de uma campanha de e-mail marketing. 

31. Avalie a taxa de conversão

Entretanto, existe um objetivo que suporta a taxa de cliques: a conversão de um lead.

A conversão é qualquer coisa que seja o objetivo do e-mail. Fazer o lead baixar um ebook? Fazer um lead comprar um produto? 

O alcance do objetivo é a taxa de conversão. Acompanhe-a para identificar a eficiência do e-mail para a estratégia de marketing de maneira geral.

32. Avalie a taxa de rejeição

Por outro lado, se a taxa de rejeição de um e-mail é ampla esse é um importante indicador de problemas na estratégia. 

Avaliar esse critério é uma das boas práticas de email marketing que vao te ajudar a evoluir a ferramenta.

33. Use um disparador de e-mail marketing específico para a função

Você pode estar pensando em usar seu provedor de e-mails, como o Gmail, para enviar suas campanhas. Um aviso: essa NÃO é uma boa prática. 

Existem muitas razões para isso e a primeira é que elas não vão permitir a realização de uma série de boas práticas que indicamos até aqui. 

Além de ser muito mais difícil acompanhar os resultados das ações, não permitir o teste A/B, elas não auxiliam na segmentação de contatos, ao mesmo tempo que não permitem o disparo de e-mail para muitos contatos. 

É por isso que sua empresa deve utilizar uma ferramenta de e-mail marketing que tenha sido concebida como tal. 

34. Crie um fluxo de automação  

Uma das formas mais estratégicas de usar o email marketing é por meio da criação de um fluxo de automação que alimente cada lead com consequências de e-mail, de maneira personalizada, de acordo com o seu comportamento em relação a empresa e ao conteúdo gerado por ela. 

Softwares de automação de e-mail marketing possibilitam a criação desses fluxos e você só vai precisar configurá-los uma vez. 

35. Use o Lead Scoring para qualificar leads

Entre as melhores práticas de e-mail marketing está a qualificação de leads

Por meio da qualificação dos contatos você começa a perceber quais, entre todos os leads, estão se mostrando mais preparados para comprar. 

Nesses casos a atuação do marketing deve ser específica de acordo com o setor. Por exemplo, para empresas de serviço talvez seja a hora de encaminhar o contato para um vendedor. Em negócios como lojas virtuais é hora de enviar promoções e vantagens como frete grátis. 

Boas praticas email marketing

36. Invista em um software de automação de marketing

Já falamos sobre ele ao longo do artigo, mas é importante reforçar a importância da contratação de um software de automação de marketing que irá ajudar – e em alguns casos permitir – realizar todo esse trabalho de maneira simples, rápida e eficaz. 

Conheça mais sobre o software de automação da LAHAR no vídeo abaixo. 

  Agora que você já conhece as melhores práticas de e-mail marketing que tal ter em mãos um checklist que não vai deixar sua equipe esquecer de nenhum ponto? Nós criamos esse checklist e ele é gratuito. Acesse; “Checklist: como criar sua campanha de e-mail marketing do ZERO”.   

O que NÃO fazer em campanhas de email marketing

Agora é hora de conferir cada uma das práticas que você não deve seguir e veja se sua empresa não está cometendo esses erros.

Veja também: 5 ideias incríveis para assuntos em Email Marketing

1. Compra de listas

Qualquer estratégia de email marketing só tem início caso sua empresa tenha em mãos uma lista de emails, mas isso não significa que tal lista deva ser adquirida ou construída de qualquer forma.

Você só terá bons resultados e evitará perda de tempo e dinheiro se obtiver permissão do seu público para que possa enviar suas mensagens, o que não ocorre quando se compra um mailing.

Nesse último caso, inclusive, os envios são direcionados diretamente para a caixa de spam, e não para a caixa de entrada. Afinal, o destinatário não te deu permissão de envio.

2. Envio manual

Outra prática comum é acreditar que o envio pode ser feito manualmente, o que é um erro.

Imagine que você tenha uma lista com 50 contatos e vá enviar um comunicado de algum produto que esteja com desconto, por exemplo.

Pode ser que seu primeiro pensamento seja colocar todos os destinatários juntos, no mesmo envio, ou separá-los em grupos de 10, para fazer 5 envios do seu próprio email.

Porém, você acaba ignorando o fato de que cada pessoa irá perceber que recebeu uma mensagem idêntica às demais, pois será possível ver que existem outros destinatários, sem citar o fato de que essa atitude também pode te levar para o spam.

Para evitar que isso aconteça, e para criar mensagens personalizadas, sigas nossas boas práticas email marketing e opte por ferramentas profissionais específicas para esse tipo de campanha.

Elas farão toda a diferença nos seus resultados.

Confira: Como aumentar minha taxa de abertura de email marketing

3. Falta de acompanhamento de resultados

A utilização de uma ferramenta para envio de email marketing é importante também em outros aspectos, como para permitir que os destinatários se descadastrem e para que possa existir um acompanhamento dos resultados, como taxas de abertura e cliques, sobre as quais já falamos acima.

Assim, é possível saber o que está ou não dando certo e ir fazendo as devidas melhorias em suas ações, entretanto, existem muitos profissionais que ignoram esse detalhe.

Uma das mais efetivas boas práticas do email marketing é a análise constante das métricas apresentadas pela ferramenta.

Só assim é possível saber, por exemplo, quais assuntos geraram mais interesse para sua lista, bem como quais pessoas nunca abriram um email de sua empresa.

4. Envio de imagens

Um email marketing precisa ter um título atrativo e ser formatado de forma agradável aos olhos.

Mas o envio exagerado de imagens pode fazer com que ele jamais seja lido. 

Isso se dá pelo simples fato de que, quando falamos de envio de email, estamos nos referindo ao HTML, o formato padrão adotado, aquele que obedece às boas práticas de email marketing.

Ao criar um email somente em JPEG, as chances de o mesmo ir para a caixa de spam são infinitamente maiores.

Isso, sem mencionar o fato de que muitos dos seus destinatários provavelmente acessem esse tipo de mensagem pelo celular e não consigam ver do que se trata por terem que fazer o download da imagem.

Veja mais: Como fazer email marketing sem segredos

5. Envio frequente e exagero de ofertas

É preciso manter um relacionamento com seu público, mas isso não significa que enviar diversos emails por mês seja a melhor forma de criar essa proximidade.

Mantenha uma frequência sensata, com um envio a cada semana ou a cada 15 dias. 

Evite ao máximo criar mensagens desinteressantes, focadas somente em seu produto ou serviço.

Lembre-se que esse email deve ser aberto e que é preciso que seu destinatário se interesse a ponto de querer receber outros, o que só é possível através de títulos e conteúdos bem elaborados.

Ao elaborar o próximo email marketing da sua empresa, leve em conta as 37 boas práticas de email marketing e verifique se está cometendo estes 5 erros.

Reveja sua estratégia agora mesmo e evite perder mais tempo trabalhando da forma errada.

Se você está em busca de uma ferramenta que te ajude a executar as uma campanha que siga as boas práticas de email marketing? Entre em contato com a equipe da LAHAR e descubra como nosso software de automação de marketing pode ajudar a sua marca a alcançar resultados ainda melhores com o e-mail marketing e outras estratégias. 

Facebook Comments

Deixe uma resposta