[Guia Completo] Marketing pessoal: o que é, como fazer, ferramentas e mais!

O marketing pessoal é um conjunto de estratégias usadas para aprimorar as características pessoais e profissionais de alguém, destacando os aspectos mais relevantes sobre você e sobre o trabalho que está desenvolvendo.

O conceito de marketing geral está relacionado a um conjunto de ações e atividades que são desenvolvidas para compreender as necessidades dos clientes e do mercado, desenvolver produtos e serviços que atendam às suas demandas e levar o nome da empresa para consumidores por meio de divulgação, estimulando a compra e a fidelização.

Tudo isso envolve e fortalece a gestão da imagem da marca e o relacionamento da mesma com seus parceiros e clientes.

O marketing pessoal segue a mesma linha de posicionamento, com algumas mudanças importantes. Por isso, confira nosso artigo especial sobre:

  • o que é marketing pessoal, 
  • como fazer marketing pessoal, 
  • qual a importância do marketing pessoal 
  • o que fazer para melhorar o marketing pessoal?
  • o que marketing pessoal não deve ser?

O que é marketing pessoal?

Quando se pensa em marketing, logo associamos a um produto ou uma empresa. No caso do marketing pessoal, o “produto” ou “empresa” é você. Você é a sua marca!

Um plano de marketing pessoal de alta qualidade inclui:

  • seus objetivos;
  • suas habilidades;
  • o histórico de suas ações e contribuições;
  • seus planos futuros.

Em um mercado que está cada vez mais competitivo, mesmo que você tenha todas as qualidades e seja um excelente profissional na sua área de trabalho, é necessário fazer com que seu nome se sobressaia. Aí está a importância de saber o que é marketing pessoal

Com as estratégias corretas de como fazer marketing pessoal, você poderá se destacar e se tornar conhecido.

Um plano de marketing pessoal ajuda a ampliar a sua credibilidade e relevância perante o mercado e os profissionais envolvidos no setor. Para isso você deve se concentrar em:

  • falar exatamente quem você é, de maneira clara e concisa;
  • mostrar o que você oferece e representa em seu mercado;
  • por que se destaca.

Tudo isso fará com que você se coloque em ótima posição para aproveitar as novas oportunidades que surgirão.

Mais do que qualificações técnicas, é importante vender sua própria imagem.

O que o marketing pessoal não deve ser?

Antes de continuarmos, entretanto, é importante que você entenda que o marketing pessoal não é uma estratégia que visa construir uma imagem fake de quem você é.

Muito menos o objetivo é gerar a imagem de um profissional prepotente que não sabe trabalhar em equipe ou que quer aparecer.

As ferramentas de marketing pessoal devem ser usadas para levar a sua marca pessoal até as pessoas que você deseja atingir, de forma autêntica e sempre priorizando a sua capacidade de contribuir para a empresa e para o time como um todo. 

Afinal, seus colegas são uma das principais fontes de informação quando o assunto é saber quem é você dentro do ambiente de trabalho. 

Marketing pessoal e profissional: como aplicar no ambiente de trabalho?

Um funcionário mais experiente sabe que, em meio a tantos, é apenas mais um que desempenha um bom trabalho. Então, o que o destacaria, no caso de uma oportunidade de promoção dentro da empresa na qual trabalha, por exemplo?

Sim, o marketing pessoal que foi desenvolvido ao longo do período de trabalho dentro desta empresa, vai ajudar a fazer com que seu nome seja lembrado pelos gestores do negócio. E essa é uma das principais respostas para quem pergunta: qual a importância do marketing pessoal?

O processo de marketing pessoal no local de trabalho, tem muitas semelhanças com os planos de marketing criados para promover qualquer produto ou serviço.

Quanto mais você trabalha sua imagem, maiores são as chances de ser notado. 

Seu plano de marketing começa com a compreensão do que o diferencia dos outros funcionários.

Em primeiro lugar, você precisa definir e encontrar quais são:

  • seus conhecimentos, 
  • habilidades,
  • interesses, 
  • preferências,
  • realizações passadas.

Faça uma auto-análise e veja quais são os seus pontos fortes e quais os que não são tão fortes assim.

Um segundo passo é identificar seus objetivos para criar uma mensagem de marketing que o ajude a alcançá-los. Defina as metas e os prazos para alcançá-las.

Marketing pessoal: como fazer? [Passo a passo]

O marketing pessoal, assim como o marketing tradicional, não é realizado a partir de uma ação única, e sim um conjunto de hábitos seguidos pelo profissional, e deve ser:

  • contínuo;
  • coerente;
  • confiável.

É importante mostrar uma imagem bem construída e que seja referência. 

Seja você um empresário, diretor de empresa, gestor, profissional contratado ou estagiário, bem como um influenciador digital, palestrante ou outro tipo de profissional, aprender como fazer marketing pessoal vai ajudar a destacar sua imagem no mercado em que deseja trabalhar.

1. Identifique seus valores

Saber quem você é. Pode parecer clichê, mas a verdade é que assim como no trabalho de marketing de uma empresa, o primeiro passo para aplicar o marketing pessoal e profissional é descobrir quem é você e quais são os seus valores.

Somente assim você poderá ter uma abordagem autêntica e se conectar com as pessoas.

É por isso que começamos esse guia de como fazer marketing pessoal com essa dica.

Autoconhecimento é a palavra de ordem nos dias de hoje e não seria diferente quando o assunto é a sua carreira.

2. Trace seus objetivos profissionais

Por que você está preocupado com dicas de marketing pessoal? 

Qual é o objetivo da sua vida profissional?

Você deseja mudar de emprego? Conquistar um cargo mais alto? 

É preciso traçar metas a curto, médio e longo prazo. 

Essas metas vão deixar você ainda mais empolgado a cada conquista. 

É preciso manter o foco para que nossos objetivos se realizem. 

Além disso, ser um profissional focado também é uma característica valiosa no mercado de trabalho. Use-a!

Saber onde você quer chegar vai te ajudar a criar um plano de vida profissional (e também pessoal) que irá te ajudar a chegar lá.

Isso tem tudo a ver com o marketing pessoal.

Ser um profissional com planos, sonhos e ambições contagia as pessoas ao seu lado, além de mostrar características como foco e perseverança.

Além disso, seus objetivos vão ajudar você a se preparar tecnicamente para trilhar o caminho sonhado.

3. Especialize-se

Cursos, certificações, títulos acadêmicos são importantes aliados para quem está em busca de como melhorar meu marketing pessoal

Já que falamos sobre a preparação técnica, é importante que você dedique parte de seu tempo em novas formações, cursos e especializações.

Títulos como especialista, pós-graduado, mestre ou doutor em uma área ajudam a ampliar a sua credibilidade frente a novos – e antigos – contatos, sejam eles pessoais ou por meio de outros canais como um blog.

Eles ajudam a comprovar que você tem domínio sobre técnicas e métodos avançados dentro de sua área de atuação. 

Mantenha-se presente em eventos, leia portais de notícias relacionados a sua profissão, enfim, mantenha-se ativo em sua formação.

Além disso, em muitas empresas as formações após a graduação são importantes para a promoção de cargos.

4. Mantenha-se atualizado

Você não admira pessoas que pararam no tempo, não é mesmo?

Por isso uma das regras de como fazer marketing pessoal é estar sempre a frente, mas não seja aquele “sabe tudo” que adora “dar palestras” durante o cafezinho de meio de tarde, sobre as novidades que acabou de descobrir.

Ao contrário, use seu conhecimento de maneira natural, quando um assunto surgir, em uma reunião ou mesmo em um happy hour, mas sempre de maneira conectada ao contexto.

Use essas informações também para ajudar seus colegas de trabalho, clientes e outros profissionais. Atenção apenas para não dar sua opinião de forma que diminua o trabalho de outra pessoa. 

Tire 30 minutos ou uma hora do seu dia para ler os principais jornais e blogs da sua área e de assuntos gerais, assim você será uma pessoa informada e com bons assuntos.

5. Compartilhe seu conhecimento

Aprender e reter conhecimento é algo tão antigo e ultrapassado quanto o orelhão de rua!

Se você quer uma dica de marketing pessoal é: compartilhe o que você sabe! Ajude seus colegas de trabalho a realizarem suas tarefas (cuidado para não se intrometer no trabalho do outro), compartilhe com a equipe seus conhecimentos, use seus canais digitais para oferecer conteúdo relevante e mais.

Fazendo da maneira certa você estará rodeado de pessoas gratas por sua ajuda, que te admiram.

Nada é mais forte do que isso no marketing pessoal. 

6. Crie uma rede de contato 

Essa é a base de qualquer dica de marketing pessoal. 

Fazer networking e criar uma rede de contatos que conheça você como um profissional atualizado e criativo é algo de muito valor.  

Participe de eventos, converse com as pessoas nas conferências, tome aquela xícara de café com um estranho do trabalho, poste nas redes sociais todos os dias.

Quanto mais você interagir com as pessoas, maior será a sua rede.

Por meio do networking você expande seu alcance e aprofunda suas relações.

Com mais pessoas conhecendo você mais perto de uma indicação para um novo cargo em uma nova empresa você está!

Também é mais provável que você seja chamado para outros eventos e quem sabe seja convidado para dar uma palestra. 

Resumindo, quanto maior e melhor for sua rede mais oportunidades tendem a aparecer.

Mas, atenção, não basta criar uma rede de contatos. No seu dia-a-dia, é necessário que você tenha habilidade de manter relacionamentos, mesmo que corriqueiros.

Telefonemas, mensagens e e-mails podem ser boas formas de manter relacionamento com sua rede. Aproveite para ser ativo nas redes sociais dessas pessoas, sempre comentando e curtindo suas publicações. 

7. Crie uma página no LinkedIn e atualize-a

As redes sociais se tornaram plataformas de contato entre empresas e clientes, mas também entre profissionais, negócios e eventos.

O LinkedIn é uma rede social profissional que promete conectar você a uma rede de possibilidades para sua carreira. Entretanto, não basta criar um perfil, é preciso atualizá-lo, entre os exemplos de conteúdo estão:

  • publique novidades da sua área, 
  • divulgue novas ferramentas, 
  • compartilhe pesquisas recentes, 
  •  que você é um profissional atualizado e antenado.

8. Multiplique os canais de relacionamento

Além do LinkedIn, você também pode usar o Facebook, Instagram, Twitter e blogs. Essas são algumas das plataformas que podem contribuir para expandir o alcance de sua marca pessoal.

O Facebook, Twitter e Instagram possuem um caráter mais pessoal, logo, permita que esse lado da sua vida contribua para que sua imagem profissional se torne ainda mais autêntica.

Também é possível usar esses canais para compartilhar informações interessantes sobre o nicho de mercado em que você atua, fazer vídeos e publicações sobre o setor e sobre o seu dia a dia.

Conversar com outros especialistas e usar esses canais para levar esse bate papo para mais pessoas é uma sugestão interessante do uso de marketing nas redes sociais.  

9. Crie um blog

Ao criar conteúdo relevante você reforça sua imagem como especialista e autoridade em um assunto, além de reforçar a ideia de um profissional que acompanha as mudanças da área.

Criar um blog também vai permitir que você compartilhe conteúdos relevantes também vai ajudar no rankeamento do seu nome no Google

E-mail marketing e redes sociais podem ajudar você a compartilhar esses conteúdos e alcançar cada vez mais público.

Por meio de formulários de inscrição você pode gerar leads e criar um relacionamento constante com eles.

10. Vá a eventos

Além das plataformas online, entre os tipos de marketing pessoal está o marketing presencial. Os eventos são excelentes oportunidades para o marketing  pessoal e profissional.

O relacionamento criado em um evento pode ser fundamental para você no futuro, como por exemplo na indicação de seu nome para outros cargos e oportunidades profissionais. 

Além disso, essa pode ser uma oportunidade para se conectar a profissionais que você vê como referências.

11. Vá além do escopo do seu trabalho

O processo de como fazer marketing pessoal vai além dos muros da empresa, mas também deve acontecer dentro deles.

Ser um profissional pró-ativo, com iniciativa para ajudar os colegas de trabalho e implementar novidades na empresa, fará toda a diferença na forma como as pessoas ao redor te veem.

Um cuidado: não seja inconveniente! Seja natural e humilde em suas abordagens. E claro! Não esqueça que antes de conhecer outras áreas, as suas atividades devem estar em dia.

12. Saiba trabalhar em equipe 

É importante promover a sua marca pessoal, mas é tão importante promover os outros.

Reconhecer que o seu sucesso tem a participação de outras pessoas, destacar o trabalho dos colegas é uma das formas de criar uma imagem positiva em torno de você.

Ninguém vai acreditar que você é realmente um bom profissional se as pessoas que trabalham ao seu redor acham você esnobe e individualista. 

Seja parceiro e crie grandes projetos em parceria com grandes profissionais.

13. Encontre e destaque seus pontos fortes

Isso é óbvio, mas muitas pessoas têm dificuldade em entender quais são seus pontos fortes e como trabalhá-los da maneira correta.

Algumas dicas para compreender quais são seus pontos fortes são:

  • converse com amigos e colegas de trabalho com quem tem mais intimidade e peça a opinião deles;
  • busque informações nas avaliações de desempenho que já recebeu no trabalho;
  • lembre-se de como contribuiu com os projetos da empresa e onde obteve mais sucesso. 

5 ferramentas do marketing pessoal e profissional e seu uso prático

Algumas ferramentas do marketing pessoal e profissional vão ajudar você a alavancar sua carreira e a destacar seu nome como um profissional diferenciado, em um mercado extremamente competitivo. Entre essas ferramentas estão:

  • LinkedIn;
  • Instagram;
  • site pessoal;
  • blog;
  • e-mail marketing.

Há algum tempo atrás o currículo era uma das principais formas de comprovar sua relevância profissional e a porta de entrada para novos cargos e empregos.

Uma das mudanças que a transformação digital trouxe foi a capacidade de nos relacionarmos em diferentes plataformas com alcance muito maior.

Isso refletiu também nas relações profissionais e nos tipos de marketing pessoal, por isso, atualmente, as ferramentas de marketing pessoal vão muito além do currículo.

Então vamos a elas!

1. LinkedIn

Já falamos sobre ele neste artigo, mas é impossível não listar o LinkedIn entre as ferramentas e tipos de marketing pessoal mais relevantes do cenário profissional. Afinal, estamos falando da principal rede social profissional do mercado.

Atualmente headhunters, recrutadores e empresas de todos os segmentos têm usado essa ferramenta para encontrar profissionais que possam integrar seu time.

Além da análise do perfil, histórico e habilidades também é identificado a capacidade desse profissional gerar conexões e gerar relevância por meio da produção de conteúdo relevante e seu compartilhamento.

Essa ferramenta de marketing pessoal vai ajudar você a:

  • apresentar suas melhores características;
  • listar projetos dos quais participou e quais seus resultados;
  • apresentar suas experiências profissionais;
  • listar habilidades técnicas e comportamentais;
  • compartilhar conteúdos autorais e de terceiros que confirmem sua imagem de profissional atualizado e mais.

O LinkedIn é 100% gratuito e tem potencial de gerar um engajamento digital tal que você poderá alcançar grandes oportunidades de carreira e negócios.

2. Instagram

Não adianta fugir, sua vida pessoal e profissional estão atreladas e você vai precisar se dedicar a produzir conteúdo relevante para canais como Instagram, Twitter e Facebook.

Use as postagens de sua vida pessoal para mostrar que você é autêntico e não alguém que força um comportamento profissional que não corresponde à realidade. 

Para usar esse tipo de marketing pessoal compartilhe conteúdos como:

  • visitas a clientes (se tiver autorização para isso);
  • aquisição de novos projetos;
  • comemoração sobre entrega de um serviço no prazo;
  • participação em eventos e mais.

O Instagram é uma ótima plataforma para ampliar sua relevância e alcance. 

É provável que os seus colegas de trabalho, clientes, gestores, e até mesmo clientes e profissionais de outras empresas sigam você nessa rede social. É comum que as pessoas com as quais você convive no ambiente profissional acompanhem um pouco da sua vida pessoal nas redes sociais. 

Então, porque não usar o Instagram para abordar tempos que sejam relevantes no seu mercado? 

Desde conteúdos no feed até stories podem fazer com que você passe a gerar mais engajamento e alcance

Vamos a um exemplo de como fazer marketing pessoal no Instagram? 

Nathalia Arcuri é a empresária por trás do maior canal de finanças e investimento do mundo no Youtube, o Me Poupe. Ela é uma produtora de conteúdo e empresária com vários outros projetos relacionados ao mesmo setor. 

Além do perfil profissional do Me Poupe, dentro do próprio perfil pessoal (@nathaliaarcuri), ela se dedica a produção de conteúdos especiais, sobre o mercado em que atua. Isso faz com que ela tenha autoridade e reputação e não apenas a empresa que ela comanda. 

Ok, a Nathalia Arcuri é muito famosa e tem uma empresa milionária, como você pode fazer isso em uma escala menor? Da mesma forma, ou seja, criando conteúdos que sejam relevantes para o mercado para o qual você deseja se destacar.

Veja o exemplo a seguir, de uma profissional de moda, com pouco mais de dois mil seguidores e que também trabalha o Instagram pessoal como forma de aplicar as dicas de marketing digital e conquistar resultados relacionados à própria imagem. 

Em suma, ao usar o Instagram como ferramenta para marketing pessoal lembre-se:

  • produza conteúdo relevante sobre o mercado em que você atua ou sobre o tema sobre o qual deseja ser relevante, 
  • use as opções do Instagram como feed, stories, vídeos, faça eventos ao vivo e mais, 
  • convide outros profissionais para produzir conteúdo com você, isso ajuda a chegar em outras pessoas. Um exemplo é fazer uma entrevista com esse profissional e compartilhá-la no IGTV, por exemplo. 

3. Site e blog

Uma das formas de abrigar os conteúdos autorais que você produz é criando um site ou blog.

O site irá ajudar você a destacar suas habilidades e a compartilhar informações que você detenha. 

Seu site não deve ser um canal de autopromoção, mas um local onde você encontra novas formas de compartilhar conteúdo de qualidade.

Crie ebooks, capte leads, mantenha seu relacionamento com quem chega até suas páginas.

Mostre que seu interesse em sua área profissional vai além das horas trabalhadas na empresa.

Você pode criar um site em plataformas como WordPress e Wix.

Junto com o site, o blog permite que você gere conteúdo exclusivo e interessante. Isso faz com que você seja reconhecido como alguém capaz de gerar valor.

4. Ebook

Uma outra ferramenta de marketing pessoal capaz de chamar atenção para sua marca pessoal é a criação e compartilhamento de um ebook.

O ebook é um livro digital que destaca você como especialista em um assunto.

Cada vez mais as pessoas recorrem a esse tipo de plataforma para adquirirem conhecimento.

Ser o autor de um ebook vai contribuir para ampliar a autoridade em sua área de atuação, além de ser uma isca para recrutadores.

Sugerimos que antes de começar a escrever seu ebook, leia artigo exclusivo; Como escrever um ebook de sucesso: checklist com 10 passos”. Com ele você vai ver também que escrever um livro não precisa ser um bicho de 7 cabeças.

5. E-mail marketing

A produção de conteúdo pode ajudar você a captar leads (ou contatos) que você poderá nutrir com o envio de e-mail marketing.

Use esse canal para compartilhar dicas e ideias úteis no dia a dia de quem faz parte de sua base de contatos.

Atenção: tenha a autorização dessas pessoas para enviar e-mails periodicamente.

Cuidado com a frequência desse tipo de material. Uma vez por mês pode ser suficiente para manter seu nome na mente das pessoas como alguém relevante e não “chato”.

Se você criar um conteúdo interessante e estabelecer uma rotina para envio de e-mail marketing, sua lista de endereços crescerá e você terá uma próspera comunidade de leitores que mal podem esperar pela sua próxima newsletter.

As ferramentas do marketing pessoal que listamos aqui já fazem parte do seu dia a dia, agora é hora de você estar no lado de produtor de conteúdo.

Sim, ele é Rei e é o que todo mundo busca quando começa a interagir com materiais profissionais.

Se tudo isso soa empolgante, mas parece muito trabalho para você fazer, comece devagar. Crie uma rotina e dedique-se a sua carreira!

Principais dúvidas sobre marketing pessoal

O que é marketing pessoal?

O marketing pessoal é um conjunto de ações praticadas por um indivíduo com o objetivo de apresentar seu valor, seus conhecimentos e suas habilidades de maneira consistente, clara e transparente para o mercado em que está inserido e no qual deseja se destacar. É um processo de construção de marca individual.

O que fazer para melhorar o marketing pessoal?

Como melhorar o marketing pessoal? Use a seu favor algumas estratégias como:
1. Identifique seus valores
2. Trace seus objetivos profissionais
3. Priorize a sua capacitação contínua
4. Mantenha-se atualizado
5. Compartilhe seu conhecimento
6. Construa uma rede de contatos (faça networking) 
7. Crie uma página no LinkedIn e atualize-a
8. Multiplique os canais de relacionamento
9. Crie um blog e produza conteúdo relevante
10. Vá a eventos
11. Não se prenda do seu escopo de trabalho
12. Saiba trabalhar em equipe 
13. Encontre e destaque seus pontos fortes

Qual a importância do marketing pessoal?

A importância do marketing pessoal está no fato de contribuir para:
1. ampliar sua rede de contato,
2. gerar interesse de outros profissionais e empresas para contratações e parcerias,
3. apresentar novas oportunidades de trabalho, cargos e – até – salários,
4. gerar maior visibilidade para você,
5. conquista de melhores oportunidades de trabalho,
6. reconhecimento na carreira,
7. segurança e promoção no emprego, entre outras.

A LAHAR é uma plataforma de automação de marketing digital completa, seja para a promoção de ações de marketing pessoal (em redes sociais, email marketing, etc) ou para empresas que desejam trabalhar suas campanhas de marketing e vendas. Experimente gratuitamente por 15 dias. Entre em contato com a nossa equipe.

Facebook Comments

Deixe um comentário