O que são tags no YouTube? Definição + 5 dicas para implementar

Você já perguntou o que são tags no YouTube? Elas servem para quê? Será que ficam visíveis para os inscritos no seu canal? Por que é fundamental incluí-las dentro da sua estratégia de marketing digital?

As respostas para todas essas perguntas, você verá na matéria de hoje. Seja muito bem-vindo!

Antes de explicarmos definitivamente o que são tags no YouTube, é legal mostrarmos a relevância dessa rede social mundo afora.

Segundo um levantamento feito pela Statista, o YouTube é a segunda mídia com mais usuários ativos em todo o mundo. O total chega a mais de 2,2 bilhões – só perdendo para o Facebook.

Mas, afinal, qual o segredo do YouTube para fazer com que os produtores de conteúdo cheguem até seus seguidores? Simples: com SEO – e as tags fazem parte disso. 

Continue a leitura e entenda os detalhes!

O que são tags no YouTube?

Nada mais nada menos do que etiquetas – ou seja, palavras-chave que descrevem do que se trata o seu vídeo. 

As tags são diferentes das hashtags (que aparecem em cima do conteúdo). As etiquetas não ficam visíveis para o público que navega pelo YouTube, mas servem como um poderoso aliado na hora de o algoritmo da rede social ranquear o seu vídeo.

Para adicionar as tags, é bem simples! Ao subir um vídeo novo, é só clicar em “mais opções” antes de completar o upload. Ali, você conseguirá incluir diversas palavras-chave interessantes para o seu negócio (veremos mais dicas no decorrer desta matéria, ok?).

Agora, se você já publicou um vídeo e esqueceu de colocar as tags, também é possível incluí-las depois – com o conteúdo já no ar. 

Para isso, entre no menu do YouTube à esquerda, selecione “conteúdo” e escolha o vídeo. Depois, entre em “detalhes”, escreva as tags e atualize!

Por que as tags são importantes?

Como dissemos, o YouTube usa algoritmos para classificar os vídeos – seja para recomendá-los como “interessantes”, seja para mostrá-los como resultados de pesquisas.

Assim, as tags servem como uma forma rápida de mostrar ao robô o propósito do seu vídeo. Junto de outros metadados, como título e descrição do vídeo, elas contribuem para estratégias de SEO para YouTube e para ranquear o conteúdo.

Ao identificar as palavras-chave contidas nesses locais (inclusive nas tags), o algoritmo consegue agrupar o seu vídeo com outros materiais sobre o mesmo assunto, aumentando a relevância e a possibilidade de que mais pessoas encontrem o seu conteúdo.

Em outras palavras, esquecer-se de colocar as tags ao fazer o upload pode fazer com que você apareça menos nas buscas – já que nem o YouTube nem os usuários saberão o teor do vídeo.

Como escolher boas tags para seus vídeos? 5 dicas!

Faça buscas de palavras-chave

Várias pessoas podem se interessar pelo assunto do seu vídeo. Mas como será que elas procuram por ele no YouTube? 

Por exemplo, se você fizer um vídeo sobre a última etapa do funil de vendas, será que os usuários procuram “funil de vendas” ou, quem sabe, “conversão”?

Para identificar isso, dá para usar ferramentas de busca de palavras-chave – como o Google Keyword Planner e o SEMRush.

Com insights poderosos sobre as buscas dos usuários, você consegue incluir essas palavras nas tags do YouTube – e tem mais possibilidades de melhorar o ranqueamento do vídeo!

Coloque-se no lugar de quem pesquisa

Nem sempre os usuários digitam corretamente as palavras-chave nas pesquisas da internet – às vezes, isso é normal até para nós, não é?

No YouTube acontece a mesma coisa, e uma grande dica é variar uma tag escrita de forma errada. Pegando o mesmo exemplo do tópico anterior, você poderia colocar “conversão” corretamente, mas também “converssão”, “conversao” e “convesão”.

Como uma das grandes funções das tags é justamente filtrar os vídeos de acordo com o termo pesquisado, você não perde espaço caso a palavra-chave seja digitada errada.

Leia também: Copy para curso: 6 elementos mais importantes para conversão

Seja claro e vá direto ao ponto

Incluir dezenas e dezenas de tags – muitas que não têm nem a ver com o seu vídeo – mais atrapalha do que ajuda o ranqueamento. 

Além de correr o risco de confundir o robô do YouTube (e ele filtrar o seu vídeo por meio de uma palavra-chave irrelevante), a rede social já identificou que muitos produtores de conteúdo faziam o uso dessa estratégia que, digamos, burlava o algoritmo. 

É por isso que o YouTube fez algumas mudanças nas políticas de ranqueamento – e outros metadados se tornaram tão importantes quanto as tags. 

Isso nos leva ao próximo tópico!

Use a palavra-chave além das tags

Como vimos até aqui, a escolha e o uso das palavras-chave são estratégias importantíssimas para seus vídeos do YouTube. Por isso, em qualquer upload, vale muito a pena se atentar para incluí-las nas seguintes seções!

Título

O título causa o primeiro impacto em quem busca pelos vídeos. Então, ele deve ser chamativo – mas também contar com as palavras-chave principais, para “ensinar” o seu assunto para o algoritmo.

Descrição

A descrição nunca deve ser negligenciada (e ficar vazia). Afinal de contas, em muitas buscas ela aparece diretamente na página de pesquisa do YouTube – antes que alguém efetivamente clique para assistir ao vídeo.

Isso quer dizer que essa parte deve ser preenchida também com a palavra-chave prioritária! Além disso, faça um resumo do assunto (por mais que seja simples) que sirva como apoio para esse ranqueamento.

Miniatura do vídeo

É ideal que a miniatura do seu vídeo – aquela que aparece na página de busca ou mesmo na lateral do YouTube – também tenha a palavra-chave na imagem. 

Isso contribui para aumentar o CTR (ou taxa de cliques), pois mostra diretamente ao usuário o que ele vai encontrar no vídeo.

Narrativa

Outra coisa que o algoritmo do YouTube leva em conta é o que se fala no vídeo – isso mesmo, a sua narrativa. Ele, no fim das contas, sabe se você está mencionando as palavras-chave – e se o conteúdo é realmente relevante para o usuário.

Não deixe que essa seja sua única estratégia digital

Após entender o que são tags no YouTube, é legal saber que ela pode (e deve) fazer parte do seu marketing digital – mas você não precisa (e nem deve) se agarrar a somente essa ferramenta. 

Manter uma estratégia ampla, que englobe produção de conteúdo em outras mídias sociais – bem como a publicação de matérias de blog –, aumenta suas probabilidades de sucesso.

Veja o que você pode complementar às suas ações no YouTube:

  • integrar os vídeos da rede com uma plataforma de ensino a distância, a fim de aproveitar o crescimento desse setor;
  • elaborar páginas de captura de dados (ou landing pages) para montar um mailing dos seus clientes/seguidores;
  • usar esses dados para enviar campanhas de email marketing (com promoções e conteúdos ricos) e estreitar o relacionamento.

Gostou de entender o que são tags no YouTube?

Então chegou o momento de colocar essas dicas em prática! Com um trabalho inteligente de SEO, inclusive no YouTube, você tem mais chances de conversão, vendas e crescimento digital.

Muito obrigado pela sua leitura! Aproveite e compartilhe em suas redes sociais para ajudar outras pessoas a entenderem o que são tags no YouTube.Este conteúdo foi escrito pela equipe da EAD Plataforma, uma plataforma online de ensino a distância que te permite criar e vender cursos na internet. Simples, intuitiva e com preço acessível, a EAD Plataforma atua no mercado desde 2014 e já conta com mais de 1200 clientes.

Facebook Comments

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.