Como criar uma isca digital e aumentar sua geração de leads?

Saber como criar uma isca digital deve estar entre as prioridades de todos aqueles que desejam melhorar a captação de leads para seu negócio e, assim, gerar mais vendas. 

Não é à toa que 88% dos profissionais que trabalham com marketing B2B utilizem essa estratégia, como apontou relatório do Content Market Institute 

Afinal, antes de gerar uma venda, é preciso atrair o cliente em potencial, o que nem sempre é uma tarefa fácil, basta pensarmos que esse processo configura o principal desafio para muitos empresários. 

Não é fácil, mas é essencial. Só para você ter uma ideia, apenas 4% dos visitantes de seu site estão preparados para realizar uma compra, como mostrou pesquisa feita pelo Marketo. 

Isso pode ser explicado porque a transformação digital mudou o comportamento do consumidor moderno. Hoje, mais exigente e bem-informado, ele quer muito mais do que um bom produto, ele demanda uma experiência completa em toda sua jornada. 

Em outras palavras, um prospect não cederá seus dados se não observar que sua empresa agrega valor. Aí entra em cena a necessidade de saber como criar uma isca digital, que é o que você verá a seguir.

O que é isca digital?

Isca digital nada mais é do que um conteúdo de valor que é cedido para um visitante em troca de seus dados básicos de contato, como nome e e-mail. 

Esse material rico faz com que o visitante dê o próximo passo dentro de sua jornada de compra, uma vez que após ceder as informações, ele se torna um lead. 

Logo, uma isca digital configura uma estratégia importante para quem quer captar mais leads para sua base. 

Porém, ela vai muito além disso. Isso porque ao perceber que sua empresa entrega conteúdo relevante e de forma gratuita, é despertando um sentimento de admiração no visitante, que não só cede seus dados, como também começa a enxergar valor em sua marca em um sentido amplo. 

Essa percepção não é só um ótimo passo para que de lead ele vire um cliente, como também representa uma tática crucial para que ele se torne um consumidor fiel e, quem sabe, vire um embaixador de sua marca. 

É claro que para isso tudo acontecer, a sua empresa precisa apostar em outras vertentes do marketing digital, assim como deve ter funcionários de marketing, vendas e de atendimento que trabalhem em conjunto e que, assim, ofereçam uma ótima experiência em todas as etapas. 

Porém, com os dados descritos, é possível compreender o potencial e o impacto de uma isca digital na experiência de seus clientes em potencial, não é mesmo? 

Continue lendo para descobrir como criar uma isca digital!

Como criar uma isca digital? 4 pontos fundamentais 

Confira, agora, quatro pontos importantes e descubra, de uma vez por todas, como criar uma isca digital. 

Conheça sua persona a fundo

Você só conseguirá entregar um material relevante se conhecer a sua persona a fundo. Desse modo, é essencial realizar uma pesquisa intensa sobre ela, analisando quais são seus sonhos, dores, problemas, hobbies. 

Esses dados não só o ajudarão a criar sua isca, como também serão fundamentais em termos de linguagem, tom e abordagem. 

Esse estudo pode ser realizado de algumas maneiras. Caso sua empresa esteja em fase bastante inicial, vale encomendar uma análise de uma agência e estudar a concorrência. 

No caso de já ter uma boa base de clientes, enviar uma pesquisa simples por e-mail que colha feedbacks também é uma ótima alternativa.

Para entender melhor como criar sua persona, sugerimos que assista ao vídeo abaixo (não se esqueça de colocar legendas em português). 

Elabore uma ótima landing page 

Para convencer um visitante a baixar o seu material e ceder em troca seu e-mail, é preciso criar uma página de captura (landing page) poderosa. 

Para tanto, desenvolva um título criativo, mostre quais problemas do futuro lead serão resolvidos após a leitura do conteúdo e tenha um CTA claro, que indique a ação exata que ele precisa executar. 

Escolha o tipo de conteúdo 

Determine qual será o tipo e formato de conteúdo. Você pode escolher entre:

  • e-book: também conhecido como “livro online”, esse tipo de conteúdo, além de resolver as dores de sua persona, deve ser informativo, apresentar muitos dados, um design atraente e não conter erros de português;
  • webinar: para que um webinar transforme um visitante em lead, o seu participante deve ser persuasivo, carismático, utilizar um tom de voz adequado e saber dialogar com sua audiência;
  • infográfico: esse formato é hoje um dos mais compartilhados pelas pessoas. Além de ter dados importantes, ele deve ser muito bem diagramado, apresentar boa legibilidade e trazer cores que expressem a identidade de seu negócio;
  • aula: caso queira lançar um curso, uma aula configura uma isca digital bastante funcional. No entanto, ela também demanda investimento com produção, gravação e equipamentos para ter a qualidade desejada. 

Meça os resultados gerados 

Para saber tanto se sua divulgação, como conteúdo e landing page surtiram os resultados esperados, nada melhor do que mensurá-los, certo?

Desse modo, é importante verificar a porcentagem de visitantes que foram impactados por sua landing pages, o número de compartilhamentos de conteúdo nas redes sociais, a quantidade de comentários sobre o seu material, e assim por diante. 

Com esses dados em mãos, você conseguirá entender o que está dando certo e qual estratégia precisa de ajustes, para, assim, criar seu próximo material de recompensa. 

Esperamos que este texto tenha o ajudado a saber, em definitivo, como criar uma isca digital que realmente agregue valor. 

Caso tenha curtido o conteúdo, que tal dividir seu conhecimento, compartilhando esse post em suas redes sociais?

Esse artigo foi escrito pelo time da EAD Plataforma, uma plataforma de ensino à distância que tem ajudado a expandir o conhecimento das pessoas. No mercado há mais de 6 anos e com mais de 3 milhões de alunos cadastrados, a EAD Plataforma é uma ferramenta fácil e intuitiva de usar. 

Facebook Comments

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.