Como fazer um relatório de marketing eficaz para apresentar à diretoria: 4 dicas práticas

Se no marketing tradicional medir resultados era um desafio que, em muitos casos, se embasava mais na intuição do que em dados concretos e pesquisas de mercado, hoje, com o marketing digital, isso mudou. A análise de dados se tornou indispensável para a tomada de decisões em uma empresa.

Com a internet, cada métrica de cada estratégia lançada pela empresa pode ser acompanhada em tempo real, permitindo uma avaliação muito mais precisa do que está funcionando e do que precisa de ajustes.

Nesse sentido, o relatório de marketing é a ferramenta ideal para demonstrar esses dados e mostrar à diretoria da empresa a real efetividade de cada ação, além de servir como base para uma autoavaliação da equipe de marketing.

Neste post, veja como fazer um relatório de marketing, o que não pode faltar e os cuidados que você deve tomar. Acompanhe!

Como fazer um relatório de marketing: 4 dicas práticas

1. Escolha as melhores métricas

Como comentamos, no marketing digital praticamente tudo pode ser mensurado, desde a origem do tráfego de um site até quantas pessoas abriram o email marketing que você enviou.

Para saber se o trabalho da equipe de marketing teve resultados, é necessário analisar os dados de cada estratégia e, de preferência, compará-los com períodos anteriores. E, nesse ponto, é preciso saber quais métricas utilizar.

Para quem está pensando em como fazer um relatório de marketing, é importante se colocar no lugar da diretoria e refletir sobre quais dados são mais importantes. Para ajudar você nessa tarefa, separamos os principais:

Custo por Aquisição de Clientes (CAC)

Métrica que busca demonstrar o custo para transformar um usuário em cliente final. Ela pode ser calculada da seguinte maneira:

CAC = valor investido na estratégia de marketing ÷ quantidade de vendas geradas

Custos por Lead (CPL)

Trata-se de uma métrica bastante específica e muito útil para o marketing. Basicamente, ela serve para indicar o gasto necessário para transformar um usuário em lead. A fórmula é a seguinte:

CPL = valor investido nas estratégias de marketing ÷ quantidade de usuários convertidos em leads

Lifetime Value (LTV)

Essa métrica representa o tempo médio que um cliente permanece na empresa, estimando o lucro líquido durante toda sua estadia. Basicamente, quanto mais alto, maior é rentabilidade do negócio e mais diluído se torna o seu custo de aquisição.

O LTV é calculado por:

LTV = (ticket médio x média de compras por cliente a cada ano) x média de tempo de relacionamento

Retorno sobre Investimento (ROI)

Essa é, geralmente, a métrica mais compreensível e importante para a diretoria da empresa. Como o próprio nome já diz, o ROI mede quanto a empresa vai lucrar a partir de quanto ela investiu. Calcula-se da seguinte forma:

ROI = (receitas geradas com as vendas – valor total investido na estratégia) ÷ valor total investido na estratégia

Leia mais: Métricas no marketing digital: como usar e analisar

2. Defina um intervalo de tempo adequado

Ao fazer um relatório de marketing para ser apresentado à diretoria, é preciso definir uma periodicidade que seja capaz de demonstrar a evolução das estratégias adotadas pela empresa. Isso é importante para estabelecer uma linha do tempo, fazer comparações com períodos anteriores e até mesmo prever resultados futuros.

Para isso, porém, o ideal é escolher um intervalo de tempo em que as variações fiquem mais claras. Prazos mais curtos, por exemplo, podem não apresentar mudanças significativas e podem acabar não causando um impacto positivo.

Por outro lado, período muito longos podem atrasar a correção de rumos e adiar a mudança de estratégias, diluindo os insights e passando a impressão de que não houve avanço.

Sendo assim, o ideal é que o relatório de marketing seja produzido com um periodicidade de, no mínimo, duas semanas. Se for possível esperar mais, entre três e seis semanas, melhor ainda.

3. Detalhe as frentes de trabalho

Na hora de produzir o relatório, procure apresentar um panorama geral sobre o que foi alcançado com as estratégias de marketing da empresa.

Lembre-se de abordar, detalhadamente, quais foram as frentes de trabalho que a equipe utilizou para chegar a esses resultados e de que forma cada uma delas contribuiu para isso. Exponha cada uma delas, seus objetivos e sua contribuição para a estratégia como um todo.

4. Use boas ferramentas para mensuração

Como comentamos anteriormente, quando consideramos como fazer um relatório de marketing, é preciso saber escolher as melhores métricas. Mas de onde tirar esses dados e como acompanhá-los?

Há uma série de ferramentas que permitem acompanhar as principais estratégias e seus resultados, além de gerar relatórios e gráficos de forma automática. Um dos exemplos mais utilizados é o Google Analytics. Embora a ferramenta do Google já seja uma boa ajuda, o ideal é contar com soluções mais completas e que se adequem às particularidades do seu negócio.

Mas, então, como fazer um relatório de marketing da melhor maneira agora mesmo?

Agora que você já como fazer um relatório de marketing, saiba que é possível tornar esse processo ainda mais eficaz contando com a ajuda de um software de automação

A LAHAR é um software de inbound marketing que ajuda você a gerar leads e transformá-los em clientes. E você pode concentrar suas ações em uma única ferramenta, pois o software oferece funcionalidades para gerenciar redes sociais, landing pages, automação de marketing e, claro, gerar relatórios.

Com a LAHAR, você consegue:

  • Ter acesso rápido às métricas de cada estratégia para apresentar os resultados aos seus clientes e à diretoria da empresa.
  • Visualizar no dashboard o resultado alcançado com os canais digitais da sua empresa.
  • Tomar decisões mais consistentes e embasadas sobre os próximos passos da estratégia.
  • Visualizar o retorno de cada ação realizada em mídias digitais sem sair da ferramenta.

Conheça mais sobre a LAHAR:

Ficou interessado? Entre em contato com a nossa equipe e descubra como podemos ajudar você!