7 dicas de e-mail marketing para aumentar suas vendas B2B

Quando se trata de marketing, existem muitas estratégias diferentes que você pode escolher para geração de leads, marca ou realmente impulsionar as conversões de vendas.

Espero que você já saiba quais são seus objetivos, a quem você está se dirigindo, quem é seu cliente ideal, seguidor, parceiro de negócios. O que você não sabe desde o início é quais canais de comunicação escolher para aproveitar ao máximo sua campanha.

A estratégia boca-a-boca pode funcionar para uma pequena empresa local, mas quando se trata de uma estratégia de marketing abrangente, é preciso chegar às pessoas que podem nem saber que você está no mercado.

Há uma coisa que todo profissional de marketing deve saber: apesar de nem todos os seus clientes em potencial estarem na mídias sociais ou serem leitores ávidos de blogs, praticamente todos eles usam seus e-mails regularmente.

Além disso, quando se trata de B2B, o e-mail ainda é o canal de comunicação mais rápido e eficaz para receber e transmitir dados. Portanto, o e-mail marketing ainda pode ser lucrativo e eficaz – você deve saber o que está fazendo e como adaptar sua estratégia ao seu público.

Aqui estão algumas dicas de e-mail marketing que serão úteis para profissionais de marketing ao conduzirem marketing B2B. Mas primeiro, vamos falar algumas coisas sobre esse conceito.

O que é marketing B2B?

Marketing business to business ou marketing B2B, como é comumente conhecido, envolve a venda de produtos de uma empresa para outras empresas, atendendo às suas necessidades.

Para entender melhor esse conceito, digamos que você tenha uma empresa de tecelagem. Para entrar em contato com seus clientes, você precisa contatá-los e, ao mesmo tempo, divulgar sua empresa como uma empresa valiosa e profissional.

Quem são seus clientes?

Bem, você pode vender matérias-primas diretamente na sua loja ou em outras lojas e tenho certeza de que há entusiastas suficientes por aí que preferem comprar matéria-prima e costurar suas próprias roupas.

No entanto, você venderá mais se vender seus negócios para outras empresas que dependem dos tipos de mercadorias que você está produzindo. Por exemplo, você pode comercializar seus produtos para empresas especializadas que produzem produtos acabados a partir de suas matérias-primas.

Isso é chamado de estratégia de marketing B2B.

Dicas de e-mail marketing para uma estratégia B2B bem-sucedida

Agora que sabemos que o marketing por e-mail é eficaz quando se trata de vendas B2B e geração de leads B2B, vamos mergulhar um pouco mais e falar sobre algumas das coisas mais importantes que você precisa saber antes de embarcar nessa jornada:

1. Pense nos seus clientes e entenda as diferenças

Está é a nossa dica de email marketing nº1 que começa antes de você efetivamente montar sua campanha.

O marketing B2B, embora de alguma forma semelhante ao marketing direto, não é a mesma coisa. Os clientes estão se comportando de maneira diferente e fazem escolhas diferentes.

No marketing B2B, você está se dirigindo a um público mais racional. Por quê? Clientes regulares são, por vezes, menos informados sobre o que estão comprando, são suscetíveis a caprichos e imprudências.

Por outro lado, os clientes empresariais sabem desde o começo o que precisam. Eles não baseiam suas decisões de compra em caprichos ou indulgências. Em vez disso, estão tomando decisões racionais com base no que precisam e em uma boa relação qualidade versus preço.

Como consequência, quando você aborda clientes empresariais, precisa levar em conta o fato de que eles são diferentes e agem de forma diferente dos clientes regulares.

Que tipos de clientes devem ser abordados com marketing B2B?

1- Primeiro, existem as empresas que usam seus produtos para produzir outros produtos. Por exemplo, uma empresa que usa materiais têxteis para produzir camisetas e outros produtos.

2- Em segundo lugar, existem as empresas que usam seus produtos para automação de escritório ou outras tarefas secundárias. Por exemplo, uma empresa que compra computadores, papel ou canetas de você.

3- Em terceiro lugar, existem as agências governamentais e as instituições (hospitais e escolas) que podem ser alvo de potenciais consumidores se os seus produtos corresponderem às suas necessidades. Por exemplo, você pode vender qualquer coisa, começando com computadores, até sabão e papel higiênico para essas instituições.

4- Por fim, temos empresas de revenda que compram seus produtos apenas para redistribuí-los a outros clientes. Aqui, incluímos lojas locais, mas também corretores e atacadistas.

Agora que você sabe quais são as vendas B2B e a quem você está direcionando sua oferta, é possível seguir em frente e criar seu primeiro boletim informativo por e-mail.

Aqui estão algumas coisas importantes a serem observadas:

2. Preste atenção ao cabeçalho do e-mail

Este é o aspecto visual mais importante da sua campanha de e-mail. Se você quer vendas B2B, você precisa de conteúdo adequado para o seu público, mas primeiro, você precisa chamar a atenção dele de alguma forma. É isso que seu banner precisa fazer.

Considerando que o trabalhador de escritório médio recebe um número de 121 e-mails diariamente, você tem apenas alguns segundos para obter o interesse deles. Isso significa que você precisa transmitir algo, uma mensagem clara, diretamente da seção de cabeçalho, a primeira coisa que seu público perceberá quando abrir seu e-mail.

O que você precisa?

  • Você precisa ter uma visão clara de como seu banner deve ser;
  • Precisa que seu logotipo esteja visível para que seu público possa reconhecê-lo;
  • E também precisará de uma ferramenta para gerar e criar esse banner.

Você precisa economizar tempo e, ao mesmo tempo, fornecer uma aparência profissional. Para fazer isso, eu recomendo que você use uma ferramenta online como o Bannersnack, uma ótima opção para criar banners de e-mail ou se tiver um designer na equipe alinhe esses detalhes com ele.

3. O marketing de conteúdo começa com o título e a linha de assunto

3ª dica de e-mail marketing: pense na sua linha de assunto, especialmente, como se fosse a única linha de texto do seu e-mail.

Por quê? Quando o e-mail enviado por você chega na caixa de entrada do seu cliente, a primeira coisa que ele ou ela notará é sua linha de assunto. Você não tem mais do que alguns segundos para deixá-los curiosos sobre sua oferta e é por isso que você precisa contar tudo o que eles precisam saber a partir daí.

Por outro lado, o título também é importante, se você conseguir que o cliente abra o email. A linha de assunto fará com que seu público clique e abra o e-mail e, como conseqüência, o título deve convencê-los a ler o resto do seu conteúdo.

E não se esqueça de pequenos truques de CTR (chamadas para ação), como adicionar um emoticon. 😉

4. Não direcione seu e-mail para um CEO

Considerando que seu objetivo é gerar vendas e leads B2B, você precisa saber que nem todos os tomadores de decisão de seu público-alvo têm os mesmos papéis em suas empresas.

Eu sei, em um primeiro impulso, você vai querer entrar em contato com os CEOs das empresas que você tem como alvo em sua campanha, mas isso nem sempre é a melhor escolha. Por quê?

Digamos que você queira vender produtos de automação de escritório. Existem instituições que precisam desses produtos, mas também há grandes empresas, lojas locais, empreendedores individuais e assim por diante.

Existem diferentes tipos de pessoas que estão encarregadas de fornecer tais bens para suas empresas.

Todos eles têm diferentes formações educacionais, diferentes status sociais. Você abordará CEOs, empresários e talvez até mesmo seus funcionários e é por isso que você precisa criar uma mensagem que será facilmente compreendida por qualquer pessoa.

5. Crie seu conteúdo

Você tem um modelo de cabeçalho, um assunto e talvez um título para o seu boletim informativo. Agora, é hora de dar ao seu público algo de valor para ler. É hora de produzir conteúdo relevante que gerará vendas e leads B2B.

Algumas dicas de e-mail marketing em relação a conteúdo para considerar neste momento são:

1) O conteúdo é importante, mesmo que você esteja apenas promovendo produtos. Nesse caso, o conteúdo mais valioso será as descrições que você escreverá para no seu e-mail marketing.

2) Escolha tópicos atuais. Se você quiser adicionar mais ao seu e-mail do que simples descrições de produtos, pense em criar um conteúdo valioso e relevante para seu público-alvo. Os melhores textos, nesse caso, são aqueles que conseguem:

  • responder perguntas;
  • dar dicas e truques ou conselhos que seu público pode aplicar em suas próprias vidas ou negócios.

É importante não apenas conquistar novos clientes, mas também manter os existentes interessado, considerando que custa cinco vezes mais atrair um novo cliente do que manter um existente.

3) Certifique-se de que o conteúdo é único. As pessoas ouvem diferentes tipos de música porque a música faz com que elas se sintam de certa forma. Eles compram marcas específicas de calçados pelas mesmas razões.

Eles escolhem as coisas com base em sua capacidade de desencadear algumas emoções ou, em qualquer caso, um pensamento racional de que precisam comprá-las. Nada difere quando se trata de conteúdo. Você precisa de algo único, algo para dizer ao seu público que você não apenas se esforçou para isso, mas também que você tem algo de valor para dar a eles.

4) Escolha qualidade em vez de quantidade. Essa é uma dica de e-mail marketing valiosa. Você não precisa de um romance para enviar uma mensagem. A duração da sua newsletter não deve ser uma preocupação, contanto que você se lembre constantemente de que o que você entrega deve ser de grande qualidade e não de muita informação.

Você pode criar boletins de e-mail muito curtos e ainda obter um ROI melhor se a sua mensagem for eficaz. A eficácia, neste caso, significa que você deve:

  • enfatizar o mínimo de palavras possível;
  • que seus textos e imagens são profissionalmente compostos e processados;
  • que seu estilo é ajustado adequadamente para o tipo de público que você procura convencer a comprar de você.

5) Faça o conteúdo fácil de ler. Há algumas poucas pessoas que gostam de ler artigos longos ou grandes blocos de textos, especialmente pessoas que você está abordando aqui. Pessoas que recebem muitos e-mails todos os dias e não têm tempo para prestar atenção em todos eles.

É por isso que você deve se certificar de que sua mensagem é legível e compreensível.

  • Use cabeçalhos e divida o texto em subtítulos;
  • Use marcadores e destaque as informações mais importantes;
  • Use frases e parágrafos curtos;
  • Certifique-se de ter espaços em branco suficientes.

6. Selecione seu serviço de entrega

Existem muitos Provedores de Serviço de E-mail (PSEs) por aí, e embora muitos deles ofereçam serviços profissionais, nem todos são bons para você. Você precisará realizar algumas pesquisas e avaliar alguns dos PSEs mais notáveis.

Meu conselho é para você encontrar uma lista dos melhores serviços e estudar cada um dos provedores mais confiáveis ​​antes de escolher um ou outro. Não adianta seguir todas as dicas de e-mail marketing acima e não ter um serviço confiável, certo?

7. Autenticando seu domínio

Acabar na pasta de Spam pode diminuir drasticamente o número total de e-mails abertos, o que, por sua vez, afeta o número de cliques de volta ao seu site. Uma forma de melhorar suas taxas de abertura de e-mails é autenticando seu domínio.

Quanto a autenticação por e-mail pode afetar você? Kinsta mudou os provedores de DNS e a newsletter deles foi imediatamente para a pasta de spam por quase um mês antes que alguém percebesse.

Isso ocorreu devido à falta de registros de autenticação. Indo direto ao spam, a taxa de abertura diminuiu em 4,79% em relação ao mês anterior e a taxa de cliques diminuiu em 1,56%. É por isso que você não quer acabar na pasta de spam e por que a autenticação de e-mail é importante.

Conclusão

O e-mail marketing tem sido ao longo dos anos uma estratégia de marketing eficaz para falar com clientes individuais ou clientes empresariais.

Você pode confiar no e-mail marketing para gerar vendas B2B, e este artigo foi criado para lançar alguma luz sobre as etapas mais importantes e nas dicas de e-mail marketing que você precisa verificar na sua lista antes de iniciar sua campanha.

O que você acha do marketing B2B por e-mail? Você tentou essa estratégia e foi bem sucedido? Quantas dessas dicas de email marketing você verificou em sua lista? Conta pra gente nos comentários!

A LAHAR é um software de automação de marketing com mais de 700 clientes e 10 milhões e-mails disparados por mês. Ao automatizar suas tarefas diárias de marketing é possível focar em melhorar sua estratégia de nutrição de leads, inbound marketing e vendas.

Com um sistema completo ajudamos sua empresa crescer mais. Crie sua conta e experimente grátis por 15 dias.