Google Adwords ou Facebook Ads: as vantagens e como escolher em qual investir

Google Adwords ou Facebook Ads, ambos são gigantes da publicidade CPC (ou custo por clique).

Ambos podem ser impulsionadores significativos para o seu negócio. Mas, quando capital para investimento é limitado, por onde você deve começar?

Google Adwords ou Facebook Ads?

Qual trará maior ROI?

As duas plataformas têm muito em comum, mas algumas diferenças significativas determinarão qual é a melhor opção para seus negócios.

Se você é novo na publicidade paga por clique, pode ser intimidante começar. Ambas as plataformas se apresentam como simples para iniciantes, mesmo oferecendo opções de segmentação robustas e recursos avançados.

Demora muito tempo e energia para ser um especialista no Google Adwords ou Facebook Ads. Mas, fique tranquilo, é preciso começar e isso não é um bicho de 7 cabeças!

Talvez você já seja um especialista em CPC, mas tem um cliente que deseja anunciar em todos os lugares. Você precisa deixá-los saber por que você está escolhendo o Google Adwords ou Facebook Ads, como sua plataforma ideal.

Não importa se você é um especialista ou está apenas começando, continue lendo para entender as principais diferenças e estatísticas entre anúncios do Google e anúncios do Facebook.

Google Adwords ou Facebook Ads: qual a diferença?

Primeiro de tudo, quais são exatamente os tipos de anúncios do AdWords e do Facebook?

Você certamente já teve contato com publicidade, anúncios ou “posts patrocinados” ao acessar o Facebook ou fazer uma pesquisa no Google! Mas, como eles realmente funcionam?

Ambas as plataformas de publicidade operam com base em pagamento por clique. Quando você cria um anúncio em qualquer plataforma, você participar de um leilão. Você faz um lance de quanto deseja pagar por esse anúncio. Então você será cobrado toda vez que alguém clicar em um de seus anúncios. Soa simples, certo?

Pesquisa paga vs. anúncio social

Tradicionalmente, o Google Ads (AdWords) oferece um tipo de anúncio de pesquisa. Nesses casos, seu anúncios será exibido em uma página de resultados de busca, do mecanismo de pesquisa (SERP). Veja um exemplo de anúncio de pesquisa paga:

Google adwords ou facebook ads

Com a pesquisa paga, seu anúncio é inserido com base em uma palavra-chave segmentada, em vez de segmentar um público específico. (Embora você possa, e deva, ajustar as configurações da campanha de pesquisa paga para segmentar públicos-alvo específicos com base na localização e em outros fatores.)

No entanto, o Google Ads oferece mais do que uma pesquisa paga, ele também disponibiliza uma gama de opções de publicidade. Com o Google Ads, você pode anunciar em:

  • Pesquisa do Google;
  • Youtube;
  • Rede de Display do Google;
  • Google Maps;
  • Google Play.

Observação: Como neste artigo nosso objetivo é apresentar o diferencial entre Google Adwords vs Facebook Ads, não vamos descrever como realizar uma campanha na plataforma, para isso, acesse o artigo; “10 segredos de como criar campanhas de Google adwords”.

Voltando ao assunto principal, neste momento, nossa comparação vai se concentrar, principalmente, no uso da forma de anúncio de Pesquisa do Google. No entanto, vou abordar também outras plataformas de publicidade do Google.

Em contraste com a pesquisa paga, o Facebook Ads oferece publicidade social paga. Na esteira das mudanças no algoritmo do Facebook, tornou-se cada vez mais difícil para as marcas entrar na frente de clientes potenciais organicamente (ou seja, de graça!).

É aqui que entra o anuncio social. Com os Anúncios do Facebook, você está pagando para entrar na frente de clientes em potencial em redes sociais, em vez de alcançá-los organicamente.

Assim como o Google Adwords oferece diversas formas de anúncios, o Facebook também não está limitado apenas ao seu feed de notícias. Com os anúncios do Facebook, você pode anunciar em:

  • Feed de Notícias do Facebook;
  • Instagram;
  • Rede de Audiência;
  • Messenger do Facebook.

Aqui está um exemplo de um anúncio pago no feed de notícias do Facebook:

Google adwords ou facebook ads

Agora que abordamos o básico, vamos analisar: as forças e fraquezas dos anúncios do Facebook e anúncios do Google.

Os pontos fortes e vantagens do Google AdWords

Como o mecanismo de pesquisa mais popular e amplamente usado do mundo, o Google é considerado o líder de fato na publicidade online. Com mais de 3,5 bilhões de pesquisas todos os dias, o Google oferece aos anunciantes acesso a um público potencial sem precedentes e inigualável de usuários que estão procurando ativamente por bens e serviços.

As ofertas de publicidade do Google são divididas em duas redes principais: a Rede de Pesquisa e a Rede de Display. A rede de pesquisa engloba a totalidade do Google como um mecanismo de pesquisa, e os anunciantes podem fazer lances em milhões de palavras-chave e frases para segmentar clientes em potencial.

A Rede de Display do Google, que oferece aos anunciantes mais anúncios visuais, como banners, abrange, aproximadamente, 98% da World Wide Web, tornando-se uma ótima opção para anunciantes que desejam atingir metas de marketing que não são necessariamente tão voltadas à conversão.

Uma imensa audiência

Uma das principais vantagens de usar o Google como plataforma de publicidade é seu imenso alcance.

O Google lida com mais de 40.000 pesquisas a cada segundo, totalizando mais de 1,2 trilhão de buscas na web todos os anos.

Simplificando, nenhum outro mecanismo de pesquisa pode oferecer o público potencial que o Google pode oferecer. Essa ampla fonte potencial de possíveis clientes torna o Google uma excelente adição à sua estratégia de marketing digital, principalmente, quando combinada aos resultados de pesquisa cada vez mais precisos da ferramenta.

Assim, é fácil entender por que o Google AdWords é a plataforma CPC mais usada no mundo.

Um campo de jogo nivelado

Um dos maiores equívocos entre os que são novos no CPC é que quem tem o maior orçamento de publicidade de certa forma “vence” automaticamente os anúncios do Google. Felizmente, nada poderia estar mais longe da verdade, pois o Google AdWords se concentra principalmente na qualidade e na relevância dos anúncios, não no quanto os anunciantes gastam.

Quanto mais relevante for um anúncio para o usuário, melhor será a experiência que o usuário terá e, portanto, maior a probabilidade de continuar usando o Google como mecanismo de pesquisa. Por esse motivo, o Google AdWords recompensa a relevância e a qualidade acima de todos os outros fatores.

É por isso que os anunciantes inteligentes com anúncios relevantes, otimizados e de alta qualidade raramente precisam oferecer lances tão altos quanto os anunciantes com anúncios mais pobres.

Certas palavras-chave podem custar mais do que outras, mas, novamente, o quanto os anunciantes têm que licitar dependerá em grande parte da qualidade e relevância de seus anúncios.

Algumas métricas são mais importantes para o Google em sua avaliação de qualidade e relevância do que outras, como a taxa de cliques, que é considerada uma indicação confiável da qualidade e do apelo geral de um anúncio.

Relevância + Experiência do usuário = Índice de qualidade

Uma ampla variedade de formatos de anúncios

Quando o Google AdWords foi lançado pela primeira vez em 2000 (com um total de apenas 350 anunciantes), os anúncios baseados em texto, que o Google veiculou nos resultados de pesquisa, eram rudimentares, para dizer o mínimo – mas eles continham muitos dos mesmos elementos que podem ser vistos nos anúncios de hoje.

Embora os anúncios CPC no Google AdWords permaneçam baseados em texto, os anunciantes podem aproveitar um número incrível de recursos para tornar seus anúncios mais atraentes para clientes em potencial:

  • extensões de anúncio;
  • sitelinks;
  • prova social, como avaliações de usuários;
  • segmentação por local;
  • Google Shopping e uma série de outros recursos estão disponíveis para os anunciantes.

Tudo isso, oferece um nível inigualável de personalização e controle para os anunciantes.

O Google introduziu até mesmo formatos de anúncios adaptados às necessidades exclusivas de tipos específicos de empresas, como fabricantes de veículos e hotéis, que vão muito além da experiência típica de anúncios baseados em texto e incorporam elementos visuais ricos, como imagens de alta resolução e dados de mapas interativos.

Não importa o que você vende ou para quem, as chances são boas de que haja um formato de anúncio ou um recurso que tornará seus produtos ou serviços mais atraentes para o seu mercado-alvo (personas).

O Google está implementando continuamente novos formatos e recursos de anúncios, capacitando ainda mais os anunciantes a alcançar novos públicos e impulsionar novos negócios.

Para complementar sua leitura, indicamos o artigo; “Google Adwords vale a pena? 4 razões para investir em 2019”.

Os pontos fortes e vantagens dos anúncios do Facebook

Agora que você aprendeu um pouco mais sobre o Adwords, vamos avançar no nosso guia “Google Adwords ou Facebook Ads”, qual é o melhor para sua empresa?

Comparado ao Google AdWords, o Facebook Ads (como o conhecemos hoje) é o novato, mas na verdade, o Facebook tem aperfeiçoado e aprimorado sua solução de publicidade há vários anos.

Hoje, o Facebook Ads é um pioneiro na esfera de anúncio social pago e se tornou uma parte central das estratégias de marketing digital de muitas empresas.

Granularidade do público incomparável

Da mesma forma que o Google AdWords, o Facebook possui um público global verdadeiramente vasto.

Com mais de 1,55 BILHÃO de usuários ativos por mês – mais de um quinto da população mundial, e sem contar contas inativas ou usadas com pouca frequência – o Facebook não tem rival quando se trata da enormidade de seu público.

No entanto, em vez de expor anunciantes e suas mensagens a esse vasto público, a verdadeira força do imenso público do Facebook reside na granularidade potencial com a qual os anunciantes podem segmentar os seus usuários.

Desde encontros e casamentos com parceiros até o nascimento de crianças ou a celebração de novas mudanças na carreira, os usuários do Facebook compartilham as alegrias e conquistas dos marcos da vida com seus amigos e redes todos os dias.

Eles também pesquisam e consomem conteúdo que se alinha a uma enorme gama de interesses, crenças, ideologias e valores pessoais, apresentando aos anunciantes uma oportunidade única de personalizar as mensagens de publicidade para públicos-alvo de maneiras antes consideradas impossíveis ou até mesmo inimagináveis.

Muitos recém-chegados aos anúncios em redes sociais, fazem a mesma pergunta, ou seja, “A publicidade no Facebook funciona?” A essa altura, a resposta deve ser clara – sim, e notavelmente bem.

No entanto, em vez de ver o Facebook como o maior outdoor em potencial do mundo, os anunciantes devem considerar o Facebook como uma maneira de se aproximarem de seus clientes ideais.

Leia mais em: 6 passos infalíveis de como divulgar no Facebook com sucesso

Uma plataforma inerentemente visual

Os anúncios do Facebook são visualmente poderosos.

Os melhores anúncios do Facebook se misturam perfeitamente aos vídeos, imagens e outros conteúdos visuais dos feeds de notícias dos usuários, isso é o que chamamos de Native Ads.

Assim como o Google está constantemente experimentando a formatação de seus anúncios, o Facebook avalia constantemente como pode oferecer aos anunciantes uma plataforma de marketing superior e aos usuários uma experiência on-line satisfatória e recompensadora.

ROI incrível

As empresas e profissionais de marketing que experimentam os anúncios do Facebook muitas vezes ficam impressionados com a granularidade de suas opções de segmentação, bem como com as ferramentas de que dispõem para criar anúncios bonitos e atraentes.

No entanto, um dos elementos do Facebook Ads que mais surpreende os recém-chegados é o potencial retorno sobre o investimento que a publicidade no Facebook oferece e até onde os anunciantes experientes podem estender um orçamento limitado de anúncios na plataforma.

Leia mais em: Como calcular o ROI de um investimento e seus benefícios

Embora o orçamento de uma campanha publicitária do Facebook varie amplamente, dependendo de uma série de fatores, como escopo, mensagens e objetivos gerais da campanha, os anúncios do Facebook são extremamente acessíveis, especialmente quando se considera seu impacto potencial e a granularidade com que os anunciantes podem segmentar seus anúncios.

Esse preço altamente competitivo faz do Facebook Ads uma proposta muito atraente para pequenas empresas e empresas com recursos limitados – não apenas grandes marcas com grandes orçamentos de marketing.

Combinado com os retornos potenciais notáveis ​​oferecidos pela plataforma, o Facebook Ads é uma das soluções de publicidade on-line de melhor valor disponíveis atualmente.

Google Adwords vs Facebook Ads: qual você deve usar?

O Google AdWords e os anúncios do Facebook são plataformas de publicidade incrivelmente poderosas que atendem a praticamente todos os tipos de negócios.

Ao avaliar os pontos fortes e as possíveis aplicações de cada solução, também é evidente que as duas plataformas devem ser vistas de forma complementar, e não contraditória.

Aproveitar o poder da pesquisa paga e dos anúncios sociais pagos é uma estratégia de publicidade notavelmente eficaz. No entanto, é necessária uma estratégia de publicidade dupla que se alinhe com os pontos fortes de cada plataforma respectiva.

Embora as mensagens de marketing possam – e possivelmente devam – permanecer consistentes no Google Adwords ou Facebook Ads, é vital entender como usar melhor cada plataforma para obter o máximo de retorno sobre o investimento e aumentar o crescimento dos negócios.

A LAHAR é um software de automação de marketing digital e possui uma série de funcionalidades como painel de palavras-chave para criação de anúncios e estratégia de SEO eficaz e funcionalidade de gestão de redes sociais, para aproveitamento de oportunidades de conteúdo e anúncios.

Além disso, existem funcionalidades como criação e otimização de landing pages, disparo de e-mail marketing estratégico e muito mais.

Entre em contato com a nossa equipe e descubra como podemos ajudar você a aumentar a conversão de suas ações, incluindo Adwords e Facebook Ads.