Conheça os 5 principais indicadores de marketing digital e qual a importância de acompanhar cada um deles

Já é fato que o investimento em marketing digital é um caminho importantíssimo para todas as empresas que buscam alcançar seu público presente na web. Esse é o caminho mais indicado para reduzir custos e otimizar seus resultados investimentos em marketing.

Mas, para isso, é necessário acompanhar constantemente o desempenho de suas campanhas, as visitas a seus site e a seus blogs.

Nesse sentido, você precisa escolher bem seus indicadores de marketing digital, o chamados indicadores de desempenho.

Também conhecidos como KPIs (Key Performance Indicator), esses indicadores de marketing digital são os números que você deve acompanhar para comprovar se as estratégias adotadas estão funcionando.

Mas é preciso escolher bem cada um dos seus KPIs de acordo com os objetivos centrais do seu negócio. E para te ajudar, vamos apresentar agora quais são os principais indicadores de marketing digital e as vantagens que o uso correto dessa ferramenta podem trazer para o seu negócio.

Quais os principais indicadores de marketing digital?

A verdade é que existem diversos números relacionados ao trabalho com marketing digital que podemos acompanhar para entender se as estratégias escolhidas estão realmente gerando resultados.

Mas aqui vamos listar os principais, aqueles que você precisa conhecer para começar a utilizar o quanto antes.

  • Número de visitantes únicos no site;
  • Tempo gasto no site;
  • Taxa de rejeição;
  • Fontes de tráfego;
  • CTR.

Vamos conhecer mais detalhes de cada um desses indicadores de marketing digital?

1. Número de visitantes únicos do site

Quantas pessoas novas estão descobrindo o seu site? Qual o número de usuários que estão acessando seu site todos os dias? Esse é o KPI de visitantes únicos no site, um dos mais utilizados por profissionais de marketing digital.

Esse número ajuda a entender se está havendo evolução nas suas ações para trazer mais visitantes. A melhor ferramenta para acompanhar esse indicador é o Google Analytics, que consegue mostrar em tempo real quantas pessoas ao redor do mundo estão acessando suas páginas.

2. Tempo gasto no site

Por quanto tempo os usuários permanecem no seu site? Essa é uma métrica muito relevante para o marketing digital.

Afinal de contas, se você trabalha com uma estratégia de conteúdo, o ideal é que cada visitante faça a leitura completa das informações.

Mas se seu conteúdo tem um tempo de leitura de 5 minutos e a média de tempo gasto na página é de apenas 30 segundos, isso significa que ela não está atraindo nem despertando o interesse para que cheguem até o final.

Esse KPI também pode ser visto pelo Analytics. Então, garanta que suas páginas sejam atraentes e carregadas rapidamente para tornar seu site interessante para que o público permaneça por mais tempo.

3. Taxa de rejeição

Também conhecida pelo termo Bounce Rate, a taxa de rejeição mostra a porcentagem de visitantes que saem do seu site antes de continuar explorando outras páginas. Ou seja, eles visitam uma página única e depois saem.

Por exemplo: se um visitante em potencial encontrar sua página inicial depois de pesquisar por você e sair desta página antes de clicar em qualquer outro link, ele entrará para a estatística de taxa de rejeição.

O ideal aqui é analisar quais as páginas que possuem esse número bem mais elevado usando o Analytics e melhorar cada uma delas, seja deixando mais atrativa visualmente ou usando uma mensagem clara que faça o visitante seguir adiante.

Essa taxa é calculada em percentual. E quanto mais próxima de 100% ela estiver, significa que ela possui uma grande taxa de rejeição.

4. Fontes de tráfego

Analisar as fontes de tráfego, ou seja, por onde os visitantes do seu site chegam até ele, é uma importante forma de verificar onde é melhor utilizar mais recursos para ter os melhores resultados.

As principais fontes de tráfego hoje são:

  • Tráfego direto: visitantes que visitam seu site digitando seu URL no navegador ou por meio de um canal indefinido;
  • Tráfego de referência: os visitantes que visitam seu site clicando em uma URL em outro site (backlink);
  • Tráfego orgânico: visitantes que descobrem seu site digitando uma palavra-chave em um mecanismo de pesquisa (Google, Bing, Yahoo) e clicam no seu link;
  • Tráfego da campanha: visitantes que chegam no site por meio de uma campanha paga ou clicam em um link com parâmetro de UTM (geralmente usado em redes sociais).

Nesse caso, o KPI poderia ser uma porcentagem X de tráfego orgânico, porque a empresa investe em marketing de conteúdo, por exemplo, e quer atrair clientes gastando o mínimo possível com mídia paga.

5. CTR

O CTR (taxa de cliques) é uma forma de medir o sucesso das palavras-chave, dos banners e de outras fontes de cliques usadas nas suas páginas. Ele mede o número de cliques que essa fonte recebeu em relação ao número de impressões entregues.

Quanto maior a taxa de cliques, mais envolvente e relevante está esse recurso de atração de tráfego.

É comum que os conteúdos que aparecem na primeira página de busca do Google conquistem mais impressões, mas as 3 primeiras colocadas dessa página são as que garantem o maior número de cliques.

O CTR é calculado da seguinte forma:

(Cliques / Impressões) x 100 = CTR

Muitos profissionais ainda ficam em dúvida de qual seria o valor ideal de CTR. A verdade é que isso varia muito de mercado para mercado. Mas uma média considerada “ok” para o CTR é de 2%. Se tiver páginas com percentuais abaixo disso, é interessante fazer modificações que ajudem esse percentual subir.

Dependendo dos objetivos traçados em seu planejamento estratégico, diferentes KPIs devem ser alinhados a sua estratégia de marketing.

Por isso, é muito importante conhecer vários deles e escolher os mais relevantes para serem medidos e acompanhados constantemente.

Este post foi escrito pela equipe da Siteware, uma empresa que une pessoas, operação e estratégia em um único software, para que as empresas melhorem seus resultados, sua comunicação e sua governança.