7 exemplos de marketing viral: Dove, Heineken, Itaú e mais

O que um vírus tem a ver com marketing? Os exemplos de marketing viral descrevem qualquer estratégia que incentiva os indivíduos a transmitir uma mensagem de marketing a outras pessoas, criando potencial de crescimento exponencial por meia da exposição da mensagem.

Como os vírus, a ação de marketing viral aproveita a rápida multiplicação para explodir a mensagem para milhares, ou melhor, milhões de pessoas.

Exemplo clássico do Hotmail

O exemplo clássico de marketing viral é o Hotmail, um dos primeiros serviços de e-mail gratuitos da web. A estratégia era simples.

  1. Oferecer endereços de e-mail gratuitos aos usuários da internet (sim, na época, isso era uma grande novidade)
  2. Uma tag simples na parte inferior de todas as mensagens enviadas: “Obtenha seu e-mail particular e gratuito em http://www.hotmail.com“.
  3. Em seguida, as próprias pessoas que receberam a mensagem, a encaminhavam para sua própria rede de amigos.
  4. Esses amigos também se inscreviam e adquiriam seu próprio serviço de e-mail gratuito.

Essa era a estratégia de sucesso do Hotmail. Em pouco tempo todo mundo tinha uma conta na plataforma.

Como ondas se espalhando cada vez mais longe de uma única pedra jogada em um lago, uma estratégia de marketing viral cuidadosamente projetada se agita de forma extremamente rápida.

Os elementos de cases de marketing viral

Calma, nós já vamos chegar aos exemplos de marketing viral! Antes, entretanto, é interessante que a gente conheça um pouco da teoria.

Algumas ações de marketing viral funcionam melhor que outras. O marketing viral mudou muito desde a estratégia simples do Hotmail, mas continua sendo uma estratégia de marketing para atrair clientes, mesmo que por meio de um discurso totalmente diferente.

Abaixo estão alguns elementos básicos que você deve incluir em sua estratégia. Uma ação de ação de marketing viral marketing viral não precisa conter todos esses elementos, mas quanto mais características você abraçar, mais poderosos serão os resultados. Uma estratégia eficaz de marketing viral:

  • É emocional
  • É engraçada
  • Ajuda alguém
  • Envolve
  • Faz as pessoas se identificarem
  • Escala facilmente seu alcance
  • Explora motivações e comportamentos comuns
  • Utiliza redes de comunicação existentes para se expandir

7 exemplos de marketing viral no Brasil e no mundo

Quando a gente fala sobre essa modalidade de marketing, o que todo mundo quer ver são os exemplos de marketing viral, não é mesmo? Então vamos a eles!

Separamos 3 campanhas nacionais, 3 campanhas internacionais e 1 campanha nacional, mas que teve repercussão internacional, inclusive em mídias tradicionais do mundo todo.

Você provavelmente já teve contato com as campanhas abaixo, afinal, elas obtiveram um resultado realmente grandioso em seus segmentos, por isso estão nesta seleção. Entretanto, tudo o que é bom, a gente repete sem problemas!

#1 Heineken – The cliché (Champions League)

A Heineken é sem dúvida uma marca que se destaca em seu nicho, isso todo mundo sempre soube. Entretanto, na ação The Cliché, ela se superou. Antes de falarmos sobre a ação sugerimos que você veja o vídeo da campanha abaixo.

Gostou? Riu? Se surpreendeu? Xingou os caras? Comemorou com eles? Se sentiu vingada com o resultado final? Se essa é a primeira vez que você viu a ação você deve ter sentido um mix de sentimentos. E no final? Você com toda certeza achou sensacional! (Sim, nós amamos esse exemplo de marketing viral no Brasil).

A marca conversa com o seu principal público, que é o masculino, mas de uma maneira diferente, quebrando diversos padrões na campanha:

  • Ela literalmente “zoa” com os homens
  • Quebram padrões como homens mentindo para sair sem as namoradas e se dando bem
  • Questiona o clichê de que mulher não gosta de futebol

Quando falamos dos elementos importantes para um case de marketing viral você nota quase todos os pontos abordados. A campanha é:

  • Emocional
  • Engraçada
  • Envolve por meio de uma história que está sendo contada
  • Faz as pessoas se identificarem
  • Explora motivações e comportamentos comuns
  • Utiliza redes de comunicação existentes para conquistar território

#2  Nissan – Pôneis Malditos

De antemão pedimos desculpas, pois, você vai ficar com a musiquinha dos pôneis na cabeça o resto do dia!

O case de marketing viral da Nissan, “Pôneis Malditos”, foi um sucesso impressionante quando foi lançada, lá no longínquo ano de 2011 e até hoje é um dos grandes exemplos de marketing viral no Brasil.

Após o lançamento da campanha, a Nissan do Brasil terminou agosto de 2011 com um recorde de vendas de sua picape Frontier, desde que o modelo foi lançado no país, em 2002. A montadora vendeu 5.375 unidades em agosto, 81% a mais que o mesmo período de 2010.

Além do poder de viralizar, a campanha se mostrou extremamente efetiva para o aumento de vendas do produto, sendo um grande exemplo de marketing viral e de como essa estratégia não funciona apenas para despertar o riso, mas também para aumentar sua taxa de conversão em vendas.

#3 Itaú – Bebê Sem Papel

O que viraliza mais do que um bebê dando muita risada por um motivo banal? Talvez vídeo de gatos e cachorros. Mas fato é que o Itaú escolheu usar um bebê rindo para falar sobre o fim do extrato mensal impresso.

Resultado? O anúncio que tinha tudo para passar despercebido, ficou fixado. E o fim do serviço, que tinha tudo para causar um alvoroço entre os clientes, foi absorvido e compreendido de maneira natural, sem causar problemas para o banco.

  • Uma campanha super simples
  • Um filme com orçamento baixo
  • Construção e linguagem simples, quase “caseira”
  • Resultado de viralização de marca
  • Fixação e aceitação da informação
  • Atingindo direto as emoções do público

Essa combinação de fatores, coloca o material entre os principais exemplos de marketing viral no Brasil.

Nada como fazer as pessoas rirem (ou fazer um bebê rir). Você realmente consegue (quase) tudo o que quiser. E com as marcas isso não é diferente.

#4 Luta mista em MMA contra violência doméstica

Até aqui falamos apenas de ações engraçadas, mas o marketing viral não precisa ser apenas sobre “fazer rir”, ele também pode fazer pensar.

Em uma campanha conjunta entre a Agência3, o Disque Denúncia, Shooto Brasil e Canal Combate, foi proposta da primeira luta mista de MMA, entre Emerson Falcão e Juliana Velasquez. A campanha surpreendeu o mundo todo e durante dias o assunto foi debatido.

Até os lutadores entrarem no tatame, o evento parecia real e isso fez com que especialistas do mundo todo, esportistas dessa e de outras modalidades, canais de televisão e jornais realizassem debates sobre o tema.

Quando a real intenção foi revelada, provocou o efeito viral que esse tipo de ação merece. A ação de marketing digital mobilizou milhões de pessoas ao redor do mundo para combater a violência doméstica.

Com a presença de vários elementos básicos do marketing viral a campanha apresentou:

  • Emoção
  • O objetivo de ajudar um grupo de pessoas
  • Extremamente envolvente, fazendo o mundo falar sobre o tema
  • Faz as pessoas se identificarem
  • Escala facilmente em alcance

#5 Metrô da Austrália – Dumb Ways To Die

Já que estamos falando de exemplos de marketing viral que faz as pessoas pensarem sobre assuntos importantes, é hora de falar da campanha “Dumb Ways To Die” do Metrô da Austrália. Com a produção de um conteúdo relevante, mas totalmente fora do tradicionalmente esperado, a ação viralizou em todo o mundo.

A campanha é a mais premiada da história do Cannes Lions, o maior festival de publicidade do mundo.

Dumb Ways To Die faturou 28 prêmios, distribuídos nas mais variadas categorias, sendo:

  • 5 Grand Prix
  • 18 Leões de ouro
  • 3 Leões de prata
  • 2 Leões de bronze

Isso tudo, para uma campanha que tinha como objetivo convencer o público, principalmente, jovem, a ter mais cuidado nos espaços próximos às linhas de metrô, a fim de evitar acidentes.

É incrível o resultado alcançado pela agência McCann Melbourne. A campanha consegue passar a informação sem agredir, sem chocar ou fazer chorar, ao contrário, a campanha provoca risadas.

A ação fica presa na cabeça das pessoas e teve um impacto extremamente positivo, não apenas na Austrália, mas em todo o mundo.

A campanha engaja e informa. Isso é um belo exemplo de resultado de marketing viral.

#6 Dove – Real Beauty Sketches e #ChoseBeautifull

Por último, mas não menos incrível, vamos apresentar uma dobradinha da DOVE. As campanhas Real Beauty Sketches e #ChoseBeautifull fazem todo profissional de marketing pensar “porque não fui eu quem pensou nessas ações?”.

Com um posicionamento de marca totalmente voltado para a mulher real, a DOVE executa com maestria suas campanhas e com isso consegue o efeito viral de compartilhamento e engajamento em seus filmes.

Como a campanha do Metrô da Austrália, a campanha Real Beauty Sketches também foi uma grande vencedora do Cannes Lions, com:

    • 1 Grand Prix de Titanium
    • 10 Leões de Ouro
    • 2 Leões de Prata
    • 4 Leões de Bronze

A campanha emociona, envolve, faz as pessoas se identificarem e identificarem outras pessoas que ama, e com as quais se preocupa. O vídeo ajuda à autoestima e a um comportamento de reavaliação sobre si mesma.

Delicado, ele registra uma ação da marca com mulheres reais. Não são atores, não são estrelas de cinema, são pessoas reais que realmente se emocionam e que representam todas as demais pessoas que estão assistindo ao vídeo.

Um exemplo de marketing viral, digno das premiações que ganhou, e de arrancar lágrimas de quem o visualiza.

A campanha #ChoseBeautifull tem propósitos muito semelhantes, mas se diferencia, pois, retratou uma ação de “guerrilha”, uma ação que fez interferências na rua e confrontou mulheres de todas as idades. As pessoas sofrem uma interferência, sem esperar. Você está andando na rua, como em um dia comum, e de repente precisava tomar uma decisão. Esse registro é impressionante e também apresenta elementos virais muito fortes e consistentes.

Você deve ter percebido que em nenhum dos exemplos citados o produto ou serviço foi o destaque da campanha. Sempre presentes, eles não são o centro do discurso. O centro é o público, é o debate em torno, é a ação em si.

A marca faz parte, é um apoio, é o que representa em forma de produto todos aqueles sentimentos, mas não é o centro do diálogo.

Então, mesmo que você não seja uma marca com renome internacional, é sempre possível pensar em campanhas que tem o objetivo de:

O primeiro passo é sair da comum apresentação dos atributos do seu produto ou serviço e se concentrar em apresentar seus valores (não seus preços).

Gostou dos exemplos de marketing viral que apresentamos? Deixe sua opinião em nossos comentários.

Este conteúdo foi escrito pela LAHAR, somos uma plataforma de automação de marketing com mais de 700 clientes. Descubra como nossa equipe pode ajudar a sua marca a alcançar resultados ainda melhores com o marketing digital.