O que é Social Selling: como aplicar e aumentar suas vendas

O que é Social Selling? É uma abordagem de vendas direcionada a prospecção por meio de mídias sociais, que busca estabelecer relacionamento com futuros clientes para posterior contato direto de vendas.

O Social Selling tem o objetivo de oferecer valor aos usuários e buscar convertê-los a partir da construção de confiança. 

A estratégia ajuda você a se conectar aos seus clientes em potencial e permanecer relevante ao criar e manter relacionamentos.

Além da produção e compartilhamento de conteúdo, as redes sociais são boas plataformas para monitorar possíveis clientes até que você identifique que eles estão prontos e é um bom momento para os vendedores entrarem contato direto. 

Pesquisas do LinkedIn afirmam que 78% dos vendedores que usam Social Selling vendem mais que os colegas que não usam mídias sociais.

Para aplicar o que é Social Selling é importante que você conheça conceitos como jornada do consumidor. Sugerimos que leia o artigo; Como montar um funil de vendas usando 3 conceitos fundamentais”.

O que é social selling?

Como apresentamos acima, o social selling é a pratica de usar as redes sociais para gerar relacionamento entre empresa e potenciais clientes.

Para isso algumas etapas são consideradas, entre elas:

  • atrair;
  • conectar;
  • entender;
  • nutrir os prospects de vendas.

O objetivo é estabelecer relacionamentos significativos para que esses prospects escolham sua empresa quando estiver pronto para comprar.

É provável que você já esteja colocando em prática o que é social selling. Isso é verdade se sua empresa tem:

  • uma página Facebook;
  • uma conta no LinkedIn;
  • ou um perfil no Instagram.

Agora que você entendeu o que é Social Selling, vamos ver como fazer isso para sua empresa.

Social Selling: como aplicar?

1. Identifique quem é a sua persona

No social selling, assim como em outras estratégias de venda, é importante começar entendendo quem é o público alvo, ou melhor a persona, para a qual o conteúdo será criado.

2. Produza conteúdo

E não é qualquer conteúdo!

Sua empresa deve gerar informações valiosas para os usuários certos no momento certo.

Lembre-se de quem é sua persona e quais as possíveis dúvidas e necessidades que elas podem ter ao longo das etapas do funil de vendas.

Produza conteúdo relevante e original diretamente em suas redes sociais ou compartilhe conteúdo de blogs e outros canais.

Use esse conteúdo para ajudar sua persona. Com isso você tem mais chances de recebe em troca gratidão e reconhecimento por parte do usuário.

Atenção: muitas empresas cometem o erro de somente publicar conteúdos que exaltem os benefícios e as vantagens de seus serviços ou produtos! Não faça isso! Isso não é social selling!

Ao invés disso contribua com informações valiosas que possam ajudar os usuários.

3. Seja pessoal

Tome cuidado ao criar mensagens de respostas automáticas em suas redes sociais. Elas não são muito … sociais!

Use softwares de automação de marketing para:

  • otimizar tarefas do dia a dia;
  •  auxiliar na construção de estratégias;
  • gerar relatórios.

Mas quando for interagir com seus clientes apareça “pessoalmente”.

Atualmente você encontra chatbots com inteligência artificial suficiente para se relacionar com os usuários, mas mesmo nesses casos mantenha sua equipe atenta!

Faça sua marca ser o mais real possível. Atribua a sua empresa personalidade.

Lembre-se, o objetivo do Social Selling é construir relacionamentos e para isso suas redes sociais devem parecer mais humanas e acessíveis.

Seu objetivo com o que é Social Selling é estabelecer relações que eventualmente levem a uma venda, e não fazer uma venda no primeiro contato.

4. Monitore seus seguidores e seja ativo

Você só é capaz de estabelecer um relacionamento com alguém se for capaz de falar, ouvir e responder.

Quando alguém fala com você e você não responde é bem difícil convencê-la de ser sua amiga, correto?

O mesmo acontece com seus seguidores e com os usuários de redes sociais.

Você precisa responder às interações realizadas, estabelecer uma conversa e estimular o engajamento.

Isso deve acontecer não apenas em seus canais oficiais como em outras plataformas.

Os softwares de automação de marketing digital, por exemplo, podem monitorar o que as pessoas estão dizendo sobre sua empresa, sua indústria e seus concorrentes.

Esteja atento a reclamações e responda prontamente.

Agradeça elogios e crie ações para premiar os usuários que mais se relacionam com a empresa.

Responda a comentários e agradeça compartilhamentos.

Social Selling e a construção de relacionamentos significativos

Como você viu acima, o social selling é mais uma prova de que o processo de vendas mudou e que sua empresa precisa se adaptar a nova realidade.

O consumidor está mais exigente e em busca de empresas que ofereçam mais do que bons produtos ou serviços.

Empurrar um produto oferecendo descontos e listando suas vantagens não é mais a forma de conquistar seus clientes.

Para fazer o cliente tomar uma decisão é preciso que você ofereça valor. Por exemplo, ao ajudar seus contatos a resolverem problemas e necessidades que eles nem sabiam que tinham!

Isso faz parte do acompanhamento da jornada do cliente!

Bons vendedores sempre se preocuparam em construir relacionamentos e fortalecer credibilidade.

O social selling apenas fornece um conjunto adicional de ferramentas para seu processo de vendas.

Mas atenção, você não precisa se preocupar em construir um relacionamento com seus clientes sozinho! Algumas ferramentas são indispensáveis para gerenciar, monitorar e gerar insights sobre as ações de social selling.

A LAHAR é uma plataforma para automação de marketing com tudo o que precisa para criar e gerenciar sua estratégia de marketing digital e auxiliar suas táticas de vendas:

  • gestão de contatos;
  • mídias sociais;
  • landing pages;
  • inbound marketing e muito mais.

Entre em contato com a nossa equipe e saiba como podemos ajudar sua empresa a crescer!