Como vender no Linkedin em 6 passos: do lead ao 1º contato

Que o LinkedIn é a maior rede social profissional do mundo você já sabe. Mas o que fazer para atingir os milhões de empresas e profissionais com perfil na plataforma? Afinal, como vender no LinkedIn?

Talvez você faça parte do grupo de pessoas que ainda acha que o LinkedIm só tem utilidade para atividades como recrutamento e seleção de talentos para as empresas ou para fazer marketing pessoal.

Entretanto, a verdade é que ele também pode ser usado para estratégias de marketing e vendas que tenham como foco suas personas.

Assim como as demais redes sociais o LinkedIn se tornou uma forma de encontrar clientes e atingir metas de vendas.

Como vender no LinkedIn? 6 estratégias para alcançar clientes

Aprender como vender no LinkedIn passa pela compreensão de que a plataforma é fundamentalmente voltada para negócios B2B por isso as estratégias aqui listadas também se concentram neste tipo de empresa.

Isso não impede, entretanto,  que seu negócio B2C tenha um perfil e aplique algumas táticas apresentadas. Confira!

1. Tenha suas personas bem desenhadas

Você já deve ter suas personas bem definidas.

Entender quem é o seu público e quais são as suas preferências, comportamentos, necessidades e objetivos é fundamental antes de  qualquer planejamento de marketing (B2B ou B2C).

Como você pretende saber o que falar para um potencial cliente se você não faz ideia de quem ele seja?

Definir a persona (ou personas) da empresa vai ajudar sua equipe a entender com quem falar e, assim, o que falar. 

Discursos genéricos não funcionam principalmente quando criamos uma estratégia de marketing social. E isso é ainda mais verdade quando criamos ações para o mercado B2B.

 Seu negócio não tem uma persona criada? Siga os passos abaixo para aprender a criar uma e usá-la em sua estratégia.

2. Posicione sua marca

Quem é você? De onde você veio? O que você faz? Com que se relaciona? 

Essas são questões simples que geralmente são respondidas logo na primeira conversa entre você e alguém a quem foi apresentado.

O mesmo deve ser feito com a sua empresa.

Antes de começar a falar sobre feitos, serviços, projetos e toda a lista de benefícios que você pode oferecer: apresente-se.

Para fazer isso no LinkedIn sua empresa precisa responder essas questões sobre ela mesma:

  • insira seu nome;
  • completo o “Sobre”;
  • adicione seu histórico de trabalho;
  • experiência;
  • inclua a logo da empresa na imagem de perfil;
  • peça algumas recomendações de colegas, funcionários ou clientes anteriores, que estão na plataforma.

3. Estabeleça conexões e capte provas sociais

No LinkedIn você comprova sua capacidade profissional por meio das conexões, depoimentos e recomendações que recebe.

Por isso, após criar um perfil e preencher seus dados é hora de criar sua rede online com contatos que você tem na vida offline.

Busque por parceiros de mercado, fornecedores, clientes, profissionais que já trabalharam com você e contatos que possam ampliar sua rede e oferecer boas referências. 

4. Seja ativo na rede e se relacione com os usuários

Não basta criar um perfil e deixar que a “coisa aconteça naturalmente”.

Arregace as mangas e comece a construir sua credibilidade online. É ela quem irá te ajudar na caminhada rumo a como vender no LinkedIn.

Como ser ativo no LinkedIn? A seguir listamos algumas boas práticas dentro dessa objetivo, entre elas:

  • publique conteúdo relevante periodicamente em seu feed;
  • participe ativamente de grupos de empreendedorismo, gestão empresarial, entre outros. Isso fará com que sua marca apareça, que outras pessoas passem a te conhecer e ajudará na captação de leads qualificados;
  • interaja com pessoas que visitaram seu perfil enviando mensagens privadas e se colocando a disposição para novos contatos. Nada de tentar vender agora! Apenas se apresente e se coloque a disposição;
  • responda às notificações dos membros da sua rede e interaja com felicitações em situações como mudanças de trabalho e aniversário de tempo na empresa.

5. Priorize o LinkedIn Sales Navigator

A ferramenta LinkedIn Sales Navigator é fundamental para ajudar sua empresa a captar leads, gerenciar esses contatos e, consequentemente, vender no LinkedIn.

A função Lead Builder permite que você:

  • organize listas de leads;
  • gerencie suas conexões mais valiosas;
  • qualifique seus leads;
  • filtre contatos de acordo com cargos; palavras-chaves, setor de atuação, tipos de empresas e mais.

Como vender no Linkedin

Com essa ferramenta sua empresa passa a:

Quer saber mais sobre como vender no LinkedIn usando o LinkedIn Sales Navigator? 

Confira o vídeo abaixo! Completo e cheio de dicas valiosas!

6. Tenha um plano de abordagem

Agora você está pronto para abordar seus clientes potenciais.

Entretanto, só porque você está pronto, não significa que eles estão.

Para saber como converter esse usuário do LinkedIn em lead a primeira coisa que você deve fazer é analisar o conteúdo que ele compartilha e quais são os interesses principais dele.

Isso vai te ajudar a criar um conteúdo e uma mensagem personalizada e segmentada, ampliando suas chances de gerar interesse.

Como regra geral: nunca tente vender na primeira mensagem!

O objetivo do primeiro contato deve ser obter permissão para continuar as conversas. Simples? Então comece a treinar e coloque em prática as dicas de como vender no LinkedIn.

LinkedIn como porta de entrada

O LinkedIn é uma excelente ferramenta para alcançar novas possibilidades de negócio.

Milhões de usuários, ferramentas de segmentação e estratégias de abordagem permitem que a sua equipe de marketing e vendas conheça novos prospects e criem estratégias para transformá-los em clientes.

Tudo isso sem falar da criação de uma base de dados qualificada.

Usar o LinkedIn para apresentar sua empresa, ampliar seu alcance e estabelecer um primeiro contato é a base do processo de como vender no LinkedIn.

Usar softwares de automação de marketing pode ajudar você a fazer todo esse controle e gestão de leads no LinkedIn e em outras plataformas.

Com a LAHAR você monitora diretamente a origem dos leads e consegue ter um painel de controle sobre todas as suas ações de marketing digital. O que facilita o acompanhamento de dados e fortalece seu objetivo, mantendo o foco sempre à vista.

Além disso, a importância nos resultados não está centrada apenas no número total de fãs que sua página atingiu, mas se eles estão engajados em sua publicação, pois, afeta diretamente o rank em que sua página estará posicionada no Google.

E aí, você gostou do artigo?

Compartilhe sua opinião ou dúvida nos comentários e não se esqueça de se inscrever em nossa lista de emails para receber novos artigos!

Facebook Comments

Deixe uma resposta