Black hat: o que é e quais são suas principais estratégias? Aprenda para NÃO fazer isso no seu negócio

O mercado está cada vez mais competitivo e veloz e, diante disso, quem é que não gostaria de obter bons resultados de forma rápida? Existem algumas técnicas capazes de te ajudar a chegar nesses objetivos, no entanto, elas podem não ser a melhor opção, visto que não são éticas e nem se mantêm a longo prazo.

Uma dessas técnicas duvidosas é o Black Hat SEO, um conjunto de procedimentos que visam a otimização de uma página para alcançar melhores resultados nos mecanismos de buscas, por meio de métodos bastante questionáveis e não aprovados pelo Google.

Essas ações de Black Hat SEO seguem exatamente o caminho contrário do que é proposto nas melhores práticas de SEO.

Para saber o que é e quais são as principais técnicas de black hat SEO, continue a leitura deste artigo até o final!!

Black Hat: o que é?

No final da década de 1990, quando o Google surgiu, para ficar entre os sites mais bem posicionados nas páginas de resultados de buscas bastava produzir conteúdos com palavras-chave e possuir links que direcionavam para eles.

Por ser algo mais “simples”, rapidamente alguns desenvolvedores descobriram formas de burlar as ferramentas e posicionar seus sites no topo das páginas de resultados.

A essas técnicas damos o nome de Black Hat SEO, uma alusão aos filmes western, em que os vilões sempre usavam chapéus pretos.

Black Hat são técnicas agressivas de SEO que não seguem as diretrizes dos buscadores e, para obter grandes resultados em pouco tempo, tentam manipular suas regras.

Para conseguir ficar nas primeiras posições, os sites incluíam diversas palavras-chave e links para o site, utilizando-se de técnicas black hat SEO. Mas conquistar a atenção dos usuários teve seu preço, e essas técnicas conquistaram também a atenção do Google, que começou a combater esse tipo de comportamento.

Por esse motivo, a partir dos anos 2000, o Google começou a atualizar constantemente seu algoritmo para identificar comportamentos que tentassem manipular seus resultados. 

Com isso, passou a punir os sites que fizessem uso desse tipo de estratégia e recompensar sites que oferecem conteúdo de qualidade e realmente relevante para a busca do usuário.

Hoje em dia, o Google possui suas próprias diretrizes com dicas para auxiliar na indexação do seu site no buscador, técnicas que devem ser evitadas e quais as melhores práticas a serem seguidas. Resumidamente: o Google indica que os sites invistam na criação de conteúdo de qualidade e focado nos usuários.

Quer acompanhar todo o histórico de atualizações do algoritmo do Google? Confira nesta página da Moz.

Principais técnicas de black hat SEO

Como já vimos nesse artigo, as mudanças no algoritmo são constantes e, consequentemente, os critérios de rankeamento também. Por isso, da mesma maneira que várias técnicas black hat surgem ao longo do tempo, elas também são praticamente extintas. 

Atualmente, as técnicas de black hat SEO, mais conhecidas são:

Keyword Stuffing

O Keyword Stuffing consiste, basicamente, em incluir uma palavra-chave numa mesma página o máximo de vezes possível, para aumentar a densidade dessa keyword e conquistar maior relevância diante dos buscadores.

Isso inclui o título, as meta tags e até mesmo o texto alternativo das imagens.

Acontece que já faz um tempo que o Google vem diminuindo a relevância desse atributo e, inclusive, penalizando o uso excessivo de palavras-chave. Com isso, a prática de keyword stuffing fez com que muitos sites perdessem posições e tráfego.

Para evitar penalidades, produza conteúdos naturais, com uma densidade de keyword em torno de 2% e dê prioridade ao uso de sinônimos.

Cloaking

Cloaking, que em português quer dizer camuflagem, é uma técnica em que o desenvolvedor otimiza o site para que a página seja exibida de uma maneira para os robôs dos buscadores responsáveis pela indexação e de outra diferente para os usuários.

Ou seja, para os indexadores aparece um conteúdo otimizado, que utiliza de todas as técnicas possíveis para isso – mas não se preocupa com a usabilidade -, diferente do que se apresenta para os usuários, uma página com pouca relevância e de baixa qualidade. 

Conteúdo oculto

Conteúdo oculto é mais uma das principais estratégias de black hat SEO que tentam burlar o Google, ao fazer uso de técnicas para inserir mais palavras chaves, links e termos relevantes no conteúdo que não apareçam para o usuário que acessa a página, mas sejam contabilizados pelos mecanismos de busca.

As maneiras mais comuns de aplicar essa técnica são:

  • Colocar o texto na mesma cor do fundo do site;
  • Mudar o posicionamento do texto para fora da página via CSS;
  • Colocar a fonte em tamanho zero.

O Google possui maneiras de identificar e penalizar facilmente páginas que utilizam essa técnica. Então é importante que “conteúdo oculto” nunca faça parte da sua estratégia de SEO.

Conteúdo duplicado

Copiar qualquer tipo de conteúdo é algo questionável. Mas, na internet, além da questão moral você corre o risco de ser identificado pelo Google, já que isso é facilmente percebido pela plataforma.

Essa técnica Black Hat SEO também é passível de punição, pois ao perceber um conteúdo duplicado o Google prioriza a publicação mais antiga em seu rankeamento e oculta a cópia.

Como melhorar o rankeamento do seu site no Google?

black hat o que é

Agora que você já sabe o que não fazer para ocupar as primeiras posições das páginas de busca, você deve estar se perguntando: “mas como eu posso fazer para melhorar meu posicionamento?” A resposta continua sendo “investir em SEO”, mas você pode contar com a ajuda de ferramentas que te auxiliem nesse processo.

A LAHAR, por exemplo, é um software de automação de marketing digital que te ajuda na atração de leads e possui diversas funcionalidades que auxiliam no processo de otimização de suas páginas. 

O software possui um painel de palavras chaves com os seguintes atributos:

  • Escolha de palavras-chave que contribuem para o posicionamento do seu negócio nas primeiras páginas das plataformas de pesquisa
  • Painel com os termos mais pesquisados sobre o seu negócio e insights gerais para auxiliar na criação de conteúdos relevantes e ter um posicionamento digital adequado.
  • Acompanhamento da evolução de todas as palavras chave utilizadas no seu negócio e a relevância delas no seu tráfego orgânico.

Teste a plataforma de forma gratuita por 15 dias e veja o quanto ela é capaz de ajudar a melhorar o posicionamento do seu site!

Facebook Comments

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.