Como ampliar as vendas conectando um CRM nas redes sociais

Hoje, pensar em vendas sem planejar estratégias para redes sociais pode ser um erro fatal para qualquer negócio. Com bilhões de usuários ativos, em diferentes plataformas, elas são o principal meio de contato entre os clientes e as empresas no século XXI. Por outro lado, organizar todos os dados gerados durante essas interações é um trabalho árduo.

Para ajudar os empreendimentos, sobretudo os de menor porte, uma ferramenta como o CRM é a solução ideal. É um software simples e fácil de usar, mas um poderoso aliado para qualquer empresa que deseja conhecer e se relacionar melhor com o cliente.

Hospedado na nuvem, o CRM consegue organizar inúmeras informações sobre cada cliente, principalmente daqueles ativos ou provenientes das redes sociais. Para os negócios, essa é uma vantagem competitiva bastante relevante.

Afinal, é por meio desses dados e características do público-alvo, e como eles se comportam nas redes sociais, que uma empresa consegue desenvolver estratégias de marketing cada vez mais eficientes.

Abaixo, em destaque, estão algumas das maneiras sobre como ampliar as vendas conectando um CRM nas redes sociais.

1 – O CRM aponta quem são os principais clientes de uma empresa.

Caso o negócio desconheça os anseios do público-alvo, ter um planejamento de vendas perfeito é insuficiente. É como se um clube de futebol A quisesse vender camisetas para a torcida B. Por mais que o material esportivo seja bom, o preço convidativo, o ponto de venda movimentado, o torcedor B jamais vai se interessar por esse produto.

Esse exemplo é mais radical, mas infelizmente muitas empresas ainda tentam vender uma solução sem considerar as características dos clientes. Por isso, ter um CRM é de vital importância. Com ele a empresa pode analisar qual rede social apresenta maior retorno, e qual o perfil desse cliente.

Com tais informações arquivadas em um único software, é muito mais simples para a equipe de vendas iniciar a prospecção.

2 – Análise das objeções.

Os clientes usam as redes sociais para inúmeras tarefas. Uma delas, por exemplo, é transformar uma dessas plataformas em uma central de reclamações. Sem dúvida, essa não era a premissa de nenhuma delas. Entretanto, com as mudanças na tecnologia e, sobretudo, no comportamento das pessoas, esse tipo de ação já é completamente aceitável.

Para quem trabalha com vendas, tão importante quanto vender, é compreender porque tal oferta não despertou o interesse de uma pessoa. Dessa forma, o CRM tem como um dos benefícios ajudar os gestores a verificarem quais são as principais objeções dos clientes.

Sempre que um deles interage com a empresa pelas redes sociais, o CRM faz um arquivo dessa informação. Com isso, os gestores podem organizar no painel de leads, por exemplo, os clientes que fizeram algum tipo de reclamação. Dessa forma, e ao analisarem esses dados, eles podem avaliar quais pontos de melhorias, seja da oferta, seja do produto ou do serviço. E, assim, alcançarem melhores resultados.

3 – Melhor atendimento.

Umas das vantagens do CRM é a integração com outras plataformas, sobretudo as redes sociais. Com todos eles unidos pelo mesmo sistema, uma empresa consegue responder às dúvidas dos clientes em um tempo muito menor. Afinal, essas mensagens permanecem armazenadas em uma caixa de entrada única, independentemente da rede social escolhida pelo cliente.

Portanto, se um deles enviou uma mensagem pelo Facebook Messenger, e outro mandou pelo Instagram (Direct Message), todo esse conteúdo vai parar no CRM. Assim, os profissionais que atendem esses clientes não precisam sair de uma rede social para outra.

Para as vendas, isso é muito relevante. Afinal, quanto mais rápido for o atendimento, maiores são as chances de a empresa confirmar a venda.

4 – Captação de Leads.

Uma das melhores formas para se promover as vendas com um CRM é por meio da conquista de clientes em potencial, os chamados leads. Basta que a empresa realize a integração do software com as redes sociais e também com o WhatsApp Business. Dessa forma, sempre que uma pessoa enviar uma mensagem por meio dessas plataformas, o CRM a cadastra automaticamente como um novo lead no banco de dados.

Com ele na fase inicial do funil de vendas, a empresa tem acesso a dados muito importantes, como nome, e-mail, local de trabalho, entre outras informações. O que permite aos vendedores filtrarem esses leads e, de acordo com a jornada de compras deles, definir quais podem oferecer o melhor retorno em vendas.

5 – Robô de vendas.

Com um CRM, há uma maneira de vender 24 horas nas redes sociais. É por meio de um robô de vendas. Para quem desconhece o assunto, é simples entender como eles funcionam. Na verdade, eles são mais conhecidos como chatbots. Esses bots são baseados em inteligência artificial e conseguem reproduzir a linguagem humana.

Dessa forma, quando um cliente entre em contato, esse robô de vendas consegue dar início a uma venda conversacional. Essa metodologia, já bastante popular nas redes sociais, tem o foco na venda por meio de aplicativos de mensagens, como o Facebook Messenger.

Os robôs de vendas são fáceis de serem desenvolvidos, e tampouco necessitam de conhecimentos em alguma linguagem de programação. Por outro lado, eles conseguem engajar o cliente em um bate-papo, e assim facilitam o processo de venda. Caso a negociação se torne mais complexa, nada impede ainda que um profissional entre na conversa e dê sequência na transação.

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.