Entenda porque fazer um planejamento estratégico vai beneficiar a performance de seu negócio

O planejamento estratégico é um processo no qual as empresas decidem como irão alocar seus recursos em um determinado período de tempo. Envolve definição de metas, descrição de ações para alcançá-las e previsão orçamentária.

Nesta postagem, vamos apresentar oito motivos que provam que fazer um planejamento estratégico para sua empresa não é perda de tempo, mas algo muito necessário.

8 motivos porque fazer um planejamento estratégico é fundamental

1- Determina as estratégias

O ponto central do porque fazer um planejamento estratégico é a definição dos objetivos e as estratégias adotadas pela empresa por um determinado período de tempo. Será um documento que norteará o gestor em relação ao que precisa ser feito.

2- Estabelece um plano tático de ações

Outra questão importante do porque fazer um planejamento estratégico é a criação do plano de ações, que é a parte prática da execução da estratégia proposta. Por exemplo: define-se no plano estratégico que um objetivo será aumentar a fidelidade dos clientes, diminuindo a perda de clientes em 50% até o final do ano.

A partir daí são estabelecidas metas destinadas aos respectivos departamentos responsáveis pelo cumprimento desse objetivo, tais como: criação de uma régua de relacionamento para os clientes ou aquisição de um sistema de CRM.

3- Economiza tempo e esforço

O planejamento estratégico apresenta as metas empresariais e, por isso, toda ação a ser implementada deve servir para atingi-las. Logo, é mais fácil e rápido tomar decisões tendo em mente os objetivos a serem alcançados de forma clara e objetiva.

4- Considera os movimentos da concorrência

Um bom plano estratégico considera o mercado onde a empresa está inserida. Logo, leva em consideração fatores importantes como análise da concorrência e também clientes e fornecedores.

5- Analisa as forças e as fraquezas empresariais

Um dos pontos mais importantes do porque fazer um planejamento estratégico é a análise de forças e fraquezas que ela possui. Otimizar forças e mitigar ou eliminar fraquezas proporciona uma estrutura mais eficiente e traz vantagem competitiva ao seu negócio.

6- Acompanha as oportunidades e as ameaças externas

Além do olhar interno empresarial, o planejamento estratégico considera as variáveis do ambiente externo tais como mudanças nos padrões de consumo, crise política, cenário internacional, reforma trabalhista, entre outros.

Elas impactam o setor de maneira geral. Por isso, pesquisas de marketing e outras análises dão subsídio para os gestores se prepararem para que as ameaças impactem minimamente o negócio e as oportunidades otimizem os resultados planejados.

O método SWOT de planejamento é amplamente usado para analisar força e fraquezas, oportunidades e ameaças.

7- Gera motivação e cooperação

Para alcançar as metas do plano estratégico é fundamental a contribuição de todos os colaboradores. Quando os objetivos são claros, cada um conhece e executa seu papel, pois reconhece a importância do seu trabalho para o desenvolvimento da empresa.

Isso dá ao colaborador um sentimento de pertencimento, por isso, a motivação das equipes e o comprometimento aumentam. Por consequência, para que haja o cumprimento das metas, a cooperação e o trabalho em equipe são fortalecidos.

8- Foca no resultado estabelecido

Por fim, o planejamento estratégico, com suas metas previamente estabelecidas, e métricas definidas, auxilia a empresa como um todo a seguir em direção de seus objetivos e corrigir o rumo, caso necessário.

Sem ele, as ações não são coordenadas e os objetivos (se é que foram definidos) dificilmente são atingidos, o que significa que os resultados não aparecem.

Este artigo foi escrito pela equipe da Setting Consultoria, especializada em ajudar empresas a estabelecerem o melhor caminho entre sua situação atual e seus objetivos futuros.